Empire: Total War [2009]

Escrevi esta crítica há coisa de um ano para a Zwame Magazine, que podem-na ler aqui. Relembro que o Empire: Total War teve o privilégio de entrar na minha lista dos melhores de 2009.

A Creative Assembly é uma das mais prestigiadas produtoras actuais, esse estatuto tem vindo a ser construído e consolidado durante a última década com a série Total War. A mais recente incursão chama-se Empire: Total War, que nos transporta para o século XVIII. Será esta nova aposta apenas mais do mesmo, ou um definitivo passo em frente em relação aos seus antecessores?

Desde logo, graficamente Empire é simplesmente irrepreensível, o nível de detalhe é assombroso. Claro que para o correr em todo o seu esplendor é necessário uma máquina relativamente potente, no entanto o jogo é bastante escalável e corre bem com definições mais baixas em computadores mais modestos.

No campo sonoro as coisas não são tão impressionantes. Se em batalha os inúmeros sons desde as vozes dos soldados, os seus passos, disparos, e até o bater dos tambores estão óptimos, no mapa da campanha nem por isso. As músicas de fundo são escassas, repetitivas e mal escolhidas tendo em conta o riquíssimo leque de músicas da época.

Empire continua fiel aos seus antecessores, logo as qualidades e defeitos acabam por se manter. É a parte táctica que requer uma maior adaptação. A guerra do século XVIII é muito diferente do que estamos habituados a ver num Total War devido ao predomínio das armas de fogo. Agora os combates são bem mais dinâmicos, menos rígidos e com grande ênfase no movimento e manobras. As tão badaladas batalhas navais são menos interessantes, muitas vezes o resultado final mais parece fruto da sorte do que das nossas acções.

No campo estratégico há algumas alterações interessantes que simplificam acções anteriormente fatigantes como a gestão das cidades, o sistema de reforços, diplomacia e a economia. Também foi introduzida uma vasta árvore tecnológica onde é obrigatório descobrir novas tecnologias (através de pesquisa, roubo, compra ou troca) para evoluir.

A IA continua a ter alguns problemas, quer na parte diplomática quer no movimento de tropas (a IA não faz invasões por via marítima por exemplo). No final chegamos à conclusão que a parte estratégica continua a ser a mais básica e simplista do jogo quando comparada com as batalhas épicas, sem duvida o seu ponto forte. Como qualquer Total War que se preze estão aqui muitas e muitas horas de jogo, quer em single player quer em multiplayer.

Como já é tradição, a versão Vanilla tem bastantes bugs, e alguns graves, no entanto muitos deles apenas aparecem em alguns computadores, em mais de 70 horas de jogo não me deparei com nada de muito sério, porém muita gente tem vindo a encontrá-los e a Creative Assembly já prometeu lançar uma série de patches através do Steam (que é obrigatório para correr o jogo).

Resumindo e concluindo, Empire: Total War é um jogo obrigatório para qualquer adepto de estratégia, é certo que contêm bugs (que estou certo que virão a ser corrigidos) e fica a sensação que podiam e deviam ter arriscado um pouco mais, no entanto a profundidade que o jogo oferece, para além é claro dos maravilhosos aspectos técnicos elevam Empire: Total War para um patamar de excelência que não deve ser ignorado.

Positivo:
+ Grafismo de cortar a respiração
+ Intensidade das batalhas terrestres
+ Mais acessível que os seus antecessores
+ Enorme replay value

Negativo:
– Inteligência artificial com alguns problemas
– Alguns bugs podem condicionar o bom desempenho do jogo
– As batalhas navais estão aquém do esperado
– Falta Portugal como nação jogável

 

Sai do templ… do PixelHunt com:


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: