Veronica Mars – 3ª Temporada

E finalmente acabei a maratona de Veronica Mars! Demorei mais um bocadinho a ver esta 3ª temporada porque estive finalmente a ver o Lost. E então que tal?

Só me ocorre uma palavra para descrever a 3ª temporada: Desilusão.

Não que tenha sido má, longe disso, mas esteve longe de manter os mesmos níveis qualitativos das anteriores temporadas. Não gostei da forma como mudaram os mistérios, quando anteriormente tínhamos um par de grande casos que tinham repercussões durante toda a temporada, agora cada grande mistério dura cerca de 5 episódios intercalados com uma imensidão de filler episodes com muita palha.

Algumas personagens ficaram quase arruinadas, Logan passou a ser o estereotipo “O Namorado”, Piz e Parker são plot devices baratos e clichés para abalar a relação entre o casal protagonista. Wallace e Weevil praticamente desapareceram… é pena. A série tornou-se demasiado centrada na Veronica. Isso não é mau, ela é fantástica, mas anteriormente cada personagem secundário parecia ter uma vida própria que acabava por influenciar indirectamente a protagonista, esta 3ª temporada todos rodam à sua volta, e as suas histórias são moldadas pelas necessidades que os escritores precisam para a personagem da Verónica. E quem teve a estúpida ideia de trocar o carro da Veronica? O LeBaron era já um ícone da série. Trocar por um patético Saturn híbrido… really?

Mas nem tudo esteve abaixo da média. Alguns episódios são brilhantes como o 9º e o ultimo (estão ao nível do melhor de toda a série), Kristen Bell continua fantástica, a escrita ainda é boa e alguns mistérios foram bastante inteligentes.

Algo que senti que mudou bastante foi o tom desta temporada. Pareceu-me mais ligeira e menos negra (alguns episódios são de bradar aos céus de tão estúpidos) e em largos períodos a série quebrou a ténue linha entre o noir e o teen drama (e que tão bem se tinha safado anteriormente) e entrou assustadoramente de cabeça num drama romântico forçado muito atípico na série. A relação turbulenta entre a Veronica e o Logan pareceu-me completamente desnecessária.

Acho que o grande defeito desta temporada foi a inexistência de algo que conduzisse a temporada em frente, a morte da Lilly na 1ª temporada e a queda do autocarro na 2ª eram como motores que arrastavam o espectador em frente. A 3ª temporada eram uma série de pequenas histórias isoladas que nunca chegavam a criar um impacto no espectador.

É pena que a série tenha acabado porque é um universo povoado por personagens interessantíssimas e conduzido por uma fantástica protagonista, mas é uma virtude saber quando parar, e se a 4ª temporada seguisse o mesmo caminho se calhar foi uma boa decisão terminar enquanto estavam em alta, há muitas séries boas que são arruinada por isso mesmo (olá Prison Break). Assim Veronica Mars vai figurar como uma excelente série de culto e não como uma série medíocre com uma boa 1ª temporada.

Resta então esperar pelo filme, se é que vai sequer ver a luz do dia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: