Ashes to Ashes – Temporada 3: Episódio 5

Excelente episódio, bem melhor que o da semana passada, aliás foi para mim o melhor episódio da temporada a par do 2º. De novo muito negro e pesado, mas com alguma comédia lá pelo meio, sempre de forma muito doseada.

Queria fazer um aparte e elogiar a qualidade da escrita, é realmente de elevadíssima qualidade e este episódio esteve a cargo de dois estreantes em Ashes to Ashes, Tom Butterworth e Chris Hurford.

Tal como tinha dito na semana passada, Litton regressou de Manchester, e que regresso! Ele é muito cool e deu uma dinâmica interessante ao episódio. O caso da semana foi o melhor até agora, principalmente porque finalmente ligou-se ao grande mistério, algo que vinha a falhar nos casos semanais dos anteriores episódios.

Pegando no pouco que se sabe foi interessante descobrir mais algumas pistas. Ray também viu o céu estrelado, tal como a Alex e a Shaz, são portanto três as personagens que passaram pela mesma experiência. Qual o ponto em comum entre os três? Eu vou arriscar que é a morte de cada um deles, em especial de Shaz e Ray. Algo ainda mais evidente com o numero musical (foi um bonito momento btw) entre Shaz e Ray que cantaram “Danny Boy” com especial ênfase na parte da canção que diz:

 

And if you come, when all the flowers are dying
And I am dead, as dead I well may be
You’ll come and find the place where I am lying
And kneel and say an “Ave” there for me

Acho que esse momento não surgiu por acaso, e começa a ficar mais certa a teoria de que estão mortos ou para lá caminham. E então a Alex? Ela também viu o céu estrelado e claro, foi baleada. Mas estará morta? A diferença é que ela foi baleada em 2008 e 1982, a Shaz e o Ray não. Seguindo esta teoria é possível que a Alex tenha morrido quando o Gene a alvejou… mas assim quereria dizer que o corpo dela em 2008 já não estaria vivo? Portanto já não é um coma? E porquê é que os três mesmo depois de mortos continuam… por lá? Só aconteceu a eles. Será que isso só acontece a quem veio do futuro? Então isso significa que a Shaz e o Ray também vieram? Não me parece. Acho que a Alex não está no mesmo barco que eles os dois.

Outro momento muito interessante. A relação entre Gene e a suposta morte do Sam Tyler. É um facto que algo aconteceu durante o acidente do Sam que de alguma forma incrimina o Gene, é bastante claro pela reacção e pelos actos do Gene que ele não quer que as coisas venham à superfície. E o que aconteceu não abona a seu favor, senão ele não destruiria as provas. Obviamente que não acredito na versão do Keats, o Gene nunca seria o responsável directo pela sua suposta morte (continuo a dizer suposta porque parece-me mais que óbvio que o Sam não morreu, pelo menos ali naquele acidente, naquela realidade).

O final do episódio trouxe um momento que de alguma forma espelhou o que aconteceu no episódio passado com o Keats. Mas se Keats reconfortou a policia caída e “ajudou-a” a morrer, Gene… nem por isso. Ao invés mostrou-lhe a “verdade”. Uau! Novo mistério😀 A verdade é que o Bevan ficou completamente horrorizado. Acho estranho alguém reagir daquela forma com palavras, parece-me uma reacção fomentada por um estimulo visual. Reparem que a cena está propositadamente construída para que ninguém consiga ver a cara do Gene. Vou pegar numa teoria que anda por aí. O Gene mostrou-lhe a sua cara desfigurada, porque ele está morto! E sim, o tal policia desfigurado que a Alex vê, é o Gene. Assim o Bevan teria visto a mesma cara que a Alex vê. Sim é uma teria um pouco rebuscada, mas tenho que pegar em algo!

A promo do próximo episódio não me pareceu particularmente interessante, mas normalmente são esses que acabam por ser os melhores, por isso fingers crossed. Sinceramente agora com o aproximar do final da série (snif) só quero um bom final, e se possível um final feliz à lá Life on Mars. Gosto tanto destes personagens que não quero que estejam todos mortos ou algo do género.

PS: Excelente selecção musical, Genesis (GENE – sis :p) e Yazoo

Gene: Oh sweet Jesus, i thought i had seen everything…

Gene: He’s a prat… but he’s an inocent prat!

 

Comments
One Response to “Ashes to Ashes – Temporada 3: Episódio 5”
  1. Verdade. O momento musical (o de Ray e Shaz, não o de Chris) é algo claro e ajuda bastante a alimentar a teoria de que estão mortos. Ambos (para além de Alex) viram as estrelas e ambos tiveram a cena acompanhada da música Life on Mars e com a voz de Nelson pelo meio. Algo aconteceu a essas duas personagens. E parece cada vez mais evidente que Sam está vivo (parece-me ser essa a verdade que Gene sussurrou ao ouvido do seu antigo colega) e que o polícia morto poderá ser Gene. O final está quase aí para resolver os mistérios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: