Grand Prix – O Grande Prémio [1966]

Não, não é o jogo, vou falar sobre o filme de 1966 que estive a rever. Este texto publiquei-o originalmente na defunta Red Carpet

O automobilismo e desporto motorizado são geralmente mal tratados em cinema, completamente desfasados da realidade, ou retratam a realidade americana, para públicos americanos, com filmes à volta da Nascar, como Dias de Tempestade ou filmes em esteróides com níveis de qualidade nulos como Silvester Stalone fez em Driven.

Podemos mesmo afirmar que apenas dois filmes conseguiram recriar o mundo, espírito e espectáculo que são as corridas automobilísticas, Le Mans com Steve Mcqueen e este Grand Prix de John Frankenheimer. Realizado em 1966, Grand Prix teve a felicidade de ser feito durante uma das épocas douradas do automobilismo, recriando o fantástico e emocionante mundo da F1.

Grand Prix foi muito ambicioso na forma como as corridas eram filmadas, através de câmaras instaladas em carros reais com movimentos incrivelmente suaves e precisos o qual possibilitava imagens muito nítidas e detalhadas. Se câmaras instaladas nos carros é vulgar hoje em dia nas transmissões televisivas, em 1966 era tremendamente arrojado e complicado.

Os pontos altos do filme são as longas sequências das corridas, desde o brutal inicio nas ruas do Mónaco, maravilhosamente contrastadas com o glamour e a pacatez da cidade, passando pela beleza natural de circuitos míticos como Clermont-Ferrant e Spa Francorchamps, acabando finalmente na trágica corrida de Monza. Tudo é filmado de forma crua e retratando fielmente o desporto arriscado e perigoso que era a Formula 1 clássica. As corridas são seguidas por vezes pelo ponto de vista do piloto, com a câmara montada no carro que viaja a velocidades elevadíssimas quase hipnóticas, contrastando por sequências seguidas pelo ponto de vista do público, conseguindo captar na perfeição o ambiente festivo, electrizante e assustador de uma corrida e do público que as assistiam. Grand Prix funciona quase como um documento histórico, não só desportivo, mas também do lazer e festividade que eram os espectáculos desportivos nos anos 60.

Se tecnicamente e visualmente o filme é extraordinário, a história e interpretações deixam um pouco a desejar. Basicamente o filme conta-nos a história de Pete Aron, um piloto Americano interpretado por James Garner, e do restante grupo de heróis (estes pilotos eram heróis) que compunham o circo da Formula 1. Aron após ter sido demitido no inicio da época por um acidente, terá que reconquistar o respeito de todos e vencer os seus medos e duvidas. Pelo meio, temos rivalidades, e triângulos amorosos. Felizmente para além destes imensos clichés, somos presenteados por histórias secundárias de outros pilotos que acabam por ser bem mais interessantes. As interpretações variam entre o competente e sólido de alguns actores mais ou menos conceituados, aos completos desastres e embaraços de alguns que provavelmente nem serão actores. Tenho que destacar a “perninha” que alguns pilotos reais como os grandes Graham Hill, Jim Clark, Phill Hill e John Surtees deram, transmitindo maior realismo ao filme.

Felizmente esquecemos destes aspectos menos interessantes quando começam as longas corridas, brilhantemente realizadas por John Frankenheimer. É mais que óbvio que Grand Prix foi criado por pessoas que gostam, entendem e respeitam a F1 e o desporto motorizado em geral, ao contrário de muitas outras tentativas falhadas que infelizmente povoam o cinema.

Um autêntico clássico, venerado por milhares de aficionados da F1, um registo histórico que sobreviveu o teste do tempo, e que passados mais de 40 anos continua a ser um dos exemplos máximos de filmes rodado à volta do desporto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: