The Untouchables – Os Intocáveis [1987]

Segundo dia ao sabor de filmes de gangsters, desta vez calhou o filme do De Palma, The Untouchables, que à semelhança do Scarface de ontem, nunca tive a oportunidade de ver.

Desde logo foi interessante vê-lo em oposição ao Scarface, porque aborda o período e a temática duma forma completamente distinta. Em vez de romantizar o papel do gangster e da máfia, The Untouchables apresenta uma imagem oposta. A máfia encabeçada pelo Al Capone é uma séria ameaça, brutal, assustadora e sem o menor pingo de atracção. Os heróis são os policias, ou melhor quatro policias que dão o nome ao filme, e é impossível não torcer por eles. O filme é baseado na realidade (calculo que haja muita liberdade criativa pelo meio) pelo processo em que Al Capone é sentenciado a 11 anos de prisão por evasão fiscal.

The Untouchables é um filme com um excelente ritmo, o tempo passa a correr fruto também duma história interessante (embora previsível) e que nunca pára em assuntos secundários. Achei as personagens bastante cliché e extremadas, os bons são muito bons, os maus muito maus (o De Niro é muito assustador) mas é uma forma do espectador criar rapidamente uma ligação emocional com elas. As interpretações são muito inconstantes, se por um lado temos um excelente Sean Connery, por outro temos um Kevin Costner (nunca o achei grande espingarda) muito apagado. O De Niro overacts e transforma o Capone praticamente numa caricatura, mas como disse antes é muito assustador.

O que mais gostei para além da espectacular representação da época (tudo desde guarda roupa, carros, cidade, etc) foram duas cenas que a meu ver elevam o filme. A cena do Sean Connery (quem viu sabe qual) e a da estação dos comboios. Nessa cena a tensão sobe para níveis insuportáveis, e toda a forma como está montada (com a pequena referencia ao O Couraçado Potemkin incluído) está genial. A cena final com a perseguição nos telhados (que o jogo Mafia se inspirou) a meu ver está um pouco a mais e quebra o impacto das duas cenas anteriores e do julgamento.

Bom filme, tem os seus pontos fracos mas foi um bom divertimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: