A Evolução de… Need For Speed

Pixevolução regressa para mais uma franchise clássica que ganhou uma nova vida este ano com um novo capitulo pelas mãos da Criterion, Need for Speed.

Need for Speed é a série de corridas mais popular e que mais cópias vendeu, e embora eu seja um fã de simuladores, sempre tive um fraquinho por esta série, especialmente pelos clássicos. Irei apenas focar-me nos títulos principais, spin-offs, MMO’s e edições especiais ficam de fora.

The Need for Speed [1994]

Este foi um jogo que teve um grande impacto em mim. Na altura eu só tinha uma Famicom e quando joguei The Need for Speed pela primeira vez na Sega Saturn dum amigo foi inacreditável. Para a altura era bastante realista e longe de se tornar no ícone arcade dos anos futuros.


Need for Speed II [1997]

Tal como o Facebook, The Need for Speed perdeu o The.  Quando finalmente me compraram um PC, adivinhem qual o primeiro jogo que pedi? Need for Speed II. Embora tenha sido massacrado pela crítica, é um jogo com um papel preponderante na minha vida de jogador. Adoptou um estilo mais arcade que o original e abandonou as estrada entre pontos A e B para circuitos fechados.


Hot Pursuit [1998]

Por esta altura a série entrou no ritmo de um jogo por ano e tornou-se numa das mais populares. O terceiro jogo viu nascer a marca Hot Pursuit que de vez em quando aparece na série. Foi um favorito da crítica e fãs, mas continuei a preferir o 2º jogo. Foi o primeiro Need for Speed em que podíamos controlar a policia.



Road Challenge [1999]

Também conhecido por High Stakes nos EUA, este foi o único Need for Speed clássico que não joguei, apenas experimentei a demo. Se bem me lembro foi o primeiro com danos visuais e utilizava um modo de jogo em que se podia fazer apostas para ganhar os carros dos adversários.



Porsche 2000 [2000]

Também conhecido por Porsche Unleashed nos EUA. Este é o meu Need for Speed favorito e ainda um dos melhores da série. A série abandonou o tom americano arcade e louco e adoptou um estilo mais europeu com muita classe. O jogo era uma viagem pela história da marca alemã e a condução era uma mescla entre arcade e simulação. Um dos melhores jogos de corrida de sempre!



Hot Pursuit 2 [2002]

Primeiro Need for Speed para as novas consolas (PS2) e o regresso da marca Hot Pursuit. A série abandonou o estilo mais realista do jogo anterior e adoptou o mesmo tom do primeiro Hot Pursuit. As perseguições policiais eram o centro do jogo e o estilo mais maluco estava de volta com pistas no meio da lava e tudo mais.



Underground [2003]

A série volta a mudar de tom, e adopta o estilo underground do universo do tunning e do street racing muito inspirado pelo filme Velocidade Furiosa. Embora seja um estilo que pessoalmente detesto, a verdade é que foi refrescante e Underground foi um bom jogo.



Underground 2 [2004]

Sequela do Underground, é praticamente o mesmo jogo, com a enorme diferença que agora tínhamos uma cidade para andar livremente. Foi a meu ver um dos pontos altos da série, um fantástico jogo e dos que mais joguei. A partir daqui foi sempre a cair.


Most Wanted [2005]

Deixei de seguir a série a partir daqui. Ainda joguei Most Wanted, mas fartei-me rapidamente. Mesmo assim ainda foi um jogo bem recebido por críticos e jogadores. O grande ponto de interesse estava numa lista dos mais procurados que tínhamos de derrotar um a um.



Carbon [2006]

Não joguei. Inicio da queda a pique da série. Carbon era mais do mesmo, os jogadores torceram o nariz, os críticos não gostaram e deu o sinal de alerta na EA. Seria necessário mudar algo no próximo ano.



ProStreet [2007]

E mudou, Pro Street abandonou a formula seguida desde Underground e tentou algo de novo com provas em circuitos privados. Mas não foi suficiente para reanimar a franchise. Era necessário algo… diferente… again



Undercover [2008]

Qual foi o ultimo sucesso? Most Wanted? Então façam algo nesse estilo! Undercover seguiu mecânicas proximas de Most Wanted mas não foi suficiente para tirar a IP da lama, bem pelo contrário. Este foi o ponto mais baixo da série.



Shift [2009]

Vamos reanimar isto colocando mais realismo ao contratar o pessoal responsável pelo mítico GTR. O jogo não é mau e conquistou o seu espaço, mas não conseguiu sair da sombra do  inferior GRID e simplesmente não é um Need for Speed, apenas no nome. Mas conquistou o direito a uma sequela que sairá em 2011



Hot Pursuit [2010]

A série entrou no ritmo de 2 jogos por ano, com spin-off para a Wii e MMO’s para o PC. Mas a verdadeira versão de 2010 foi o regresso de Hot Pursuit. Porque não se chama Hot Pursuit 3 é uma incógnita. Foi muito bem recebido por todos, graças ao talento dos criadores da série Burnout, a Criterion.



Shift 2: Unleashed [2011]

A marca Shift regressou mais uma vez, o nome Need for Speed pouco aparece e parece-me que mais cedo ou mais tarde a série Shift vai tomar um caminho próprio, o que faz todo o sentido porque a base dos Shift’s pouco têm de semelhante com a dos Need for Speed.



The Run [2011]

Mostrando que a franchise está mais viva que nunca, a EA lança dois Need For Speed em 2011. The Run é mais focado na história ao jeito de Most Wanted e é o regresso da EA Black Box depois de um interregno de 3 anos. Utiliza o motor Frostbyte 2 da DICE.



Most Wanted [2012]

most-wantedA Criterion continua a sua missão de revigorar a saga através de remakes de entradas icónicas. Depois de Hot Pursuit foi a vez de Most Wanted. Fazem-se apostas para qual será o próximo… Underground?



Rivals [2013]

n4sO primeiro Need for Speed não desenvolvido pela Criterion desde que tomaram conta da série. Foi um enorme flop crítico (e calculo que de vendas também) porque estão há quase 2 anos sem lançar um novo jogo.

Comments
4 Responses to “A Evolução de… Need For Speed”
  1. João Mealha diz:

    É Hot Pursuit e não Persuit.What the…?what’s a persuit?
    Excelente rubrica mas falta aqui o único que joguei a sério e é um dos principais.High Stakes de 1999.

  2. João Mealha diz:

    Ah sorry.Meteste mas com outro nome.

  3. Eu desde o Underground 2 que não gostava de um NFS, e com o novo Hot Pursuit voltei a fazer algo que não fazia há muito tempo com um jogo desta saga: divertir-me! Só tenho pena que a Criterion não tenha conseguido fazer um jogo divertido com o Paradise, mas se para isso foi preciso lançarem um NFS, eu desculpo-os!😛

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: