Uncharted 2: Among Thieves [2009]

Pois bem, segundo jogo na PS3, segundo capitulo das aventuras de Nathan Drake. TODA a gente tem orgasmos com este jogo, eu queria não gostar, mas…

O jogo é realmente muito bom, coloca o seu antecessor num canto, e o primeiro Uncharted era bastante razoável, bom mesmo. Podem ir ler a minha crítica ao primeiro jogo, quase todos os aspectos negativos que referi foram corrigidos, e os bons mantêm-se sendo que alguns deles foram melhorados. O que é óptimo e transforma logo este Uncharted 2 num dos melhores blockbusters dos últimos anos.

O Uncharted 2 ganhou dezenas e dezenas de GOTY’s, todos conhecem bem os seus pontos fortes por isso não me vou alongar muito. Onde Uncharted 2 consegue fazer esquecer o jogo original é na forma como… não parece um jogo. O que quero dizer com isto é que o Uncharted era extremamente segmentado e artificialmente dividido entre diversos tipos de gameplay. Tínhamos as arenas com combate, as sequências com plataformas e (pouca) exploração. Aqui também temos, a diferença é que agora surgem de forma muito mais suave, seamless e interligada, ao contrário do original que nunca nos deixava esquecer que estávamos a jogar um jogo.

Não queria cair no campo cliché da experiência cinemática, até porque não sou particularmente adepto dos jogos que querem ser filmes. Mas de facto Uncharted 2 é uma obra extremamente cinemática, mas a diferença em relação a outros jogos que mais parecem que estamos a assistir a um filme, aqui estamos a jogar um, e isso faz toda a diferença. Muitos são os jogos que não têm confiança em si próprios para dar ao jogador controle sobre certas cenas mais complexas, e como tal obrigam-nos a assisti-las em cutscenes.

Uncharted 2 (ou melhor, a Naughty Dog) tem um enorme ego e uma incrível auto-confiança, as cutscenes funcionam apenas como pontes de ligação, onde praticamente só contêm diálogos expositórios. As cenas espectaculares e complexas acontecem enquanto o jogador tem o comando nas mãos. Uncharted 2 deixa-nos jogar e controlar cenas que tradicionalmente aconteceriam em forma de cutscene. Prédios a desabar, tanques a destruir uma aldeia, um comboio atacado por um helicóptero, perseguições nas encostas dos Himalaias… são uma série de fantásticas sequências, todas montadas com um enorme cuidado e mestria e todas completamente jogáveis.

O que odiei no Uncharted foram as arenas com combate repetitivo, felizmente elas desapareceram nesta sequela. O combate é agora apresentado de forma mais realista em cenários menos previsíveis e de forma menos frequente. No entanto a parte final foi preenchida por combate a mais o que para pessoas como eu podem tornar-se um pouco frustrante. A exploração continua bastante reduzida e limitada, mas as sequências de plataformas sofreram uma grande melhoria. Finalmente o facto de estarmos sempre a mudar de cenários (outra das falhas do primeiro jogo) significa que Uncharted 2 é muito menos repetitivo.

Portanto quase todos os aspectos negativos foram corrigidos. Felizmente os aspectos positivos mantiveram-se, alguns deles sofreram uma clara melhoria. Toda a parte cinemática das cutscenes está impecável, das melhores que já vi, talvez a par das do GTA4. O voice acting, sincronização vocal, os diálogos, as expressões faciais e corporais, as interacções entre actores, enfim… neste aspecto Uncharted 2 é sublime.

Embora a narrativa seja apelativa, muito por causa das personagens, não significa que seja preenchida por uma excelente escrita, não é, mas não deixa de ser competente. A história é demasiado reciclada do próprio Uncharted 1, o que não deixa de ser um pouquinho preguiçoso e uma pena tendo em conta quem a escreveu, Amy Hennig famosa pela série Legacy of Kain.

Graficamente também sofreu uma melhoria, especialmente ao nível da iluminação e sombras que tornam as coisas menos plásticas e artificiais que o seu antecessor, no entanto se é isto o máximo que as consolas conseguem, devo dizer que é um pouco preocupante, porque o Crysis, dois anos mais velho, é bem superior. Mas não deixa de ser um jogo bem bonito, mais por causa da direcção artística. Já as animações continuam fantásticas. Tal como o primeiro jogo, o nível de polimento é mindblowing.

Ah! E também tem multiplayer, deathmatch clássico e mini-campanhas em co-op. O co-op é engraçado quando jogado com um amigo, mas bastante básicas, simples e repetitivas. Mas eu não ligo ao multiplayer

E pronto, bom jogo, aos poucos começa a valer a pena a compra duma PS3, Uncharted 2 é de facto merecedor de muitos dos elogios que recebeu após o seu lançamento. Mais que isso, merece entrar no meu top 2009 de videojogos. Aguardo então pelo 3º capitulo no final deste ano. Próxima “vítima” Heavy Rain.

Positivo:
+ Voice acting e cutscenes ainda melhores
+ Visuais e animações ainda melhores
+ Ainda mais polido e elevados production values
+ O grupo de protagonistas são muito bons

Negativo:
– O combate melhorou, mas continua em excesso
– Onde é que já vi esta história?
– O final não está ao nível do resto do jogo.

 

Sai do templ… do PixelHunt com:


Comments
2 Responses to “Uncharted 2: Among Thieves [2009]”
  1. João Mealha diz:

    Mas o Crysis é bem superior a qualquer outra coisa e estava muito à frente do seu tempo.
    Mas sim.Os gráficos Pc sempre haverão de ser superiores às consolas.Não há volta a dar-lhe.

  2. João Mealha diz:

    Bela review como sempre.Ainda bem que gostaste e lamento que tenha tido combate a mais.Faltam-me 3 níveis para acabar a Lara Croft.Devias mesmo ver se fazias um segundo playtrough com um amigo.Tem sido incrível.Muito frustrante por vezes, mas muito recompensador quando finalmente se consegue.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: