Dragon Age 2 [2011]

Finalmente terminei o Dragon Age 2, sequela dum dos meus RPG favoritos e que foi inclusive o meu GOTY 2009, Dragon Age: Origins.

As expectativas aquando do anuncio eram altíssimas, estava em pulgas para saber o que se iria passar nas vidas dos heróis de Origins, no entanto, à medida que novas informações iam caindo e o marketing começou a entrar em acção, o meu ânimo foi caindo aos poucos. Uma história completamente nova com poucas ligações à de Origins, novo combate mais “consolizado”, visuais feios e inconsistentes com a arte do primeiro jogo, simplificação de algumas mecânicas, um curto período de produção… enfim uma série de mudanças que me fizeram torcer o nariz, acabei mesmo por nem o comprar no dia de lançamento como faço sempre com os jogos da Bioware.

Mas quem sabe… talvez as coisas não fossem assim tão más e como quase sempre acontece com os jogos da produtora canadiana, o resultado final fosse satisfatório.

No entanto, a resposta é um grande, redondo e alto “NÂO!”. Dragon Age 2 é uma enorme desilusão.

Todos os receios concretizaram-se. O que salta mais à vista, é mesmo toda a simplificação e “Mass Effectização” que sofreu. É menos “customizável”, restritivo e o combate é menos táctico e mais rápido e acabou-se a perspectiva isométrica. Também o sistema de diálogo é copiado do Mass Effect, inicialmente parecia algo secundário, mas também aí as opções são muito mais restritivas que no Origins. Os gráficos sinceramente parecem-me idênticos ao seu predecessor, tem no entanto uma nova direcção artística a meu ver horrível, é verdade que a do Origins era bem genérica, mas aqui por vezes mais parece saída dum qualquer Final Fantasy. No entanto as animações estão agora bem melhores, mais dinâmicas e variadas, em combate e em cut scenes.

Outro problema é o curtíssimo período de gestação que Dragon Age 2 teve, é perfeitamente visível que foi um jogo feito à pressa e acabado em cima do joelho. Missões desinspiradas, extrema reutilização dos mesmos locais como as masmorra, casas e armazéns. Até a própria estrutura central do jogo roda em volta da mesma cidade, Kirkwall, durante 90% do tempo. É cansativo e dá a sensação de que estamos sempre a fazer a mesma coisa.

No entanto o grande, grande problema, ou melhor, desilusão, para mim é mesmo a história e a estrutura narrativa. Ela é apresentada como uma framed story, ou seja é uma história dentro duma história narrada por um elemento externo, neste caso o anão Varric. Isto permite alguns momentos engraçados em que a realidade se mistura com a ficção criada por ele, mas como um todo pareceu-me pouco mais que uma gimmick narrativa e uma forma fácil de estender o arco narrativo por uma década. Isto seria perdoado se a história fosse interessante. Não é.

Arrastei-me durante grande parte do jogo porque não senti qualquer motivação em querer desvendar mais história. À excepção de alguns cameos e obviamente do seu setting, Dragon Age 2 não tem qualquer ligação com a história de Dragon Age: Origins, Não sabemos nada sobre o Warden, a Morrigan ou a criança-Deus, tudo parece mais um spin-off sobre os acontecimentos de Kirkwall do que uma verdadeira sequela. Para além disso, o jogo é formado por três actos com poucas ligações directas entre elas. As motivações do Hawke e companhia nem sempre são muito claras e grande parte das vezes andava por Kirkwall a completar quests sem saber bem porquê.

Mas, verdade seja dita, todo este marasmo foi por vezes espaçado com alguns momentos de brilhantismo (infelizmente raros e de curta duração) que mostram que no fundo ainda há alguma da magia do Origins. Algumas missões e twists causaram-me um forte impacto, em especial os do final de cada acto e algumas das missões dos nossos companheiros (à semelhança do Mass Effect 2). O grande tema central roda à volta da luta entre os feiticeiros e os templários, fruto das intolerâncias sociais. É interessante e explora ainda mais a fundo a repressão que a magia sofre, mas também os seus perigos (e é facil criar paralelismos com situações do nosso dia a dia), mas acaba por ser curto para a história principal dum jogo desta envergadura.

Um aspecto que acabou por ser positivo, e já é tradição com a Bioware, são os nossos companheiros, ou melhor alguns deles. Varric, Merryl (embora seja uma cópia da Tali do Mass Effect) e a Aveline estão ao nível dos melhores do Origins. Em contrapartida o Fenris e a Isabella são terríveis… O Anders é repescado do Awakening, é bem vindo, mas não gostei da mudança de personalidade que lhe deram (tem uma explicação, mas mesmo assim não gostei).

Digo-vos que perdoaria muito mais se isto não fosse uma verdadeira sequela mas sim um spin-off. Se o chamassem de… sei lá… Dragon Age: Kirkwall Chronicles… ou Dragon Age: The Champion… penso que teria sido muito mais bem recebido, por mim e pela comunidade em geral. Assim, é obviamente comparado directamente com o seu antecessor e… claro, sai esmagado. Falta-lhe a alma do Origins, sente-se que o primeiro jogo foi um trabalho feito com amor durante muitos anos, Dragon Age 2 parece um produto encomendado feito numa linha de montagem. O que é pena porque nota-se que o potencial continua presente.

Anyway, o melhor é mesmo esperar e compra-lo daqui a uns meses quando a barragem de DLC estiver despachada e sair a Ultimate Edition.

Positivo:
+ O lore do Dragon Age continua lá
Voice acting
+ As animações melhoraram
+ Alguns dos companheiros são interessantes…

Negativo:
– … outros são ridículos.
– História
– Repetição de cenários
– Demasiado simplificado
– Progressão narrativa
– Direcção artística

Sai do templ… do PixelHunt com:


Comments
2 Responses to “Dragon Age 2 [2011]”
  1. Hugo Bessa diz:

    Tipo, eu sei que vais chacinar-me por isto, mas tenho o Dragon age origins à 1 ano para jogar e ainda não me deu vontade. Será que perco muito?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: