Red Riding Hood – A Rapariga do Capuz Vermelho [2011]

O que acontece quando misturam uma lenda com centenas de anos e a moda do Twilight? Coisa boa com certeza que não é.

Peguem em tudo o que não funciona nos filmes do Twilight e têm mais ou menos o resultado final de Red Riding Hood, as influencias são mais que óbvias e as falhas são muito semelhantes (romances extremamente confrangedores, péssimas interpretações e diálogos). Onde Red Riding Hood acaba por criar menos sonolência é na própria história, ao contrário de Twilight aqui acontecem coisas… coisas essas que são suficientes para não me fazer abandonar a sala.

Os actores… a Amanda está em piloto automático a abusar do seu hipnótico olhar esquecendo-se que não basta isso, o rapazito imita na perfeição o ar enjoado e aborrecido do Robert Pattinson, o grande Gary Oldman às vezes engana-se e mete o sotaque eslavo do Dracula lá pelo meio… é tudo muito plástico e artificial.

Se quiserem uma versão alternativa do Capuchinho Vermelho vejam mas é o A Companhia dos Lobos, esse sim muito negro e catita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: