IRIS [2009]

Durante o ultimo mês tive a oportunidade de descobrir uma série coreana de nome IRIS. Parti completamente às escuras sem conhecer nada sobre a história, actores e cultura, valeu a pena?

Muita gente desconhece mas a Coreia do Sul tem uma enorme máquina de entretenimento quer seja no cinema, TV ou na música, e embora seja muito popular no oriente, cá no ocidente pouca gente tem essa noção. Um pouco à semelhança da fabrica da Globo no Brasil.

Quando decidi escolher uma série (ou como pomposamente lhes chamam na Coreia,  um drama) coreana foi fácil apostar numa com muitas influências ocidentais, seria mais fácil para entrar numa cultura que na prática pouco ou nada conheço. A escolhida foi IRIS, um drama politico de espionagem um pouco à semelhança dum 24 que é nada mais nada menos que a mais cara produção da história da TV coreana e que obteve melhores resultados de audiências (isto segundo a Wiki lol).

Como disse, IRIS é um drama de espionagem onde a politica tem um papel chave, no entanto o cerne da sua narrativa está nas relações pessoais entre as personagens. Comparei-a com o 24, o tom é semelhante, no entanto IRIS é muito mais pausada, menos focada na acção e mais nas relações pessoais, no fundo isto acaba por ser uma longa história de amor coisa que raramente vemos nas aventuras de Jack Bauer.

A premissa básica de IRIS foca-se nas relações entre as duas Coreias que pela primeira vez na história entram em negociações rumo à unificação, no entanto uma organização terrorista secreta, de nome IRIS, opõem-se veementemente contra estas negociações e planeiam diversos ataques terroristas para dissuadir a possível unificação. A partir daí começa um intenso jogo de espionagem entre a IRIS (e os seus múltiplos espiões) e os serviços secretos da Coreia do Norte e do Sul. Os nossos protagonistas são precisamente membros dos serviços secretos do sul, uma organização chamada NSS.

Isto é apenas o inicio, porque desde cedo começa um baile de traições, vinganças, lealdades questionáveis e espionagem. Algumas personagens não são bem quem pensamos que são e outros não se sabe para quem trabalham. Acaba por ser aí que IRIS brilha, ou seja as personagens e na forma como nunca podemos colocar as mãos no fogo por ninguém. Todos eles sem excepção caminham por terrenos cinzentos. Bons e maus todos eles têm motivações válidas, alguns transformam-se ao longo da série e mudam de lealdades, no entanto não se tornam propriamente vilões ou heróis, são simplesmente pessoas que se viram mergulhadas em jogos de interesses e de manipulações que nem eles se apercebem.

A série começa com um tom muito leve, quase de comédia e novela, mas a partir de certo ponto transforma-se e fica extremamente séria e sisuda até final. Parece uma mudança estranha, mas é uma forma do espectador mais tarde recordar os “bons velhos tempos” com nostalgia e com um sorriso na cara.

E vão recordar muitas vezes porque a série usa e abusa de flashbacks, é possivelmente o ponto mais fraco da série. Não os flashbacks per se, mas o tempo que perde com montagens de recordações. Cada episódio (são 20) tem a duração de 1 hora, o que é simplesmente muito tempo e grande parte é composto por palha. O ritmo é sem duvida uma das partes menos conseguidas de IRIS. Se fosse melhor estruturada, seria mais que possível contar a mesma história em 10 horas, em vez das 20 que dura.

De resto não tenho muitas mais falhas importantes a destacar, o mini arco narrativo dos 3 últimos episódios pareceu-me forçado e alguns dos twists (há sempre um no final de cada episódio) acabam por ser irrelevantes no episódios seguintes, mas de resto é uma série com elevados production values (só falha nas, poucas, cenas com CG) excelentes actores (a sério, são bons) e uma história cativante. Não deixa de ser uma série lenta que requer paciência ao espectador, mas isso não é propriamente um defeito bem pelo contrário

Recomendo.

Comments
One Response to “IRIS [2009]”
  1. aderito diz:

    numca vi uma novela como essa em todas que eu ja apreciei

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: