Dirt 3 [2011]

Há umas semanas recebi o Dirt 3 de borla do site da AMD (não sei se o concurso vai voltar, estejam atentos) e como não podia deixar de ser, aproveitei para o jogar. Já falei assim por alto da minha experiência com a série Colin Mcrae/Dirt no Darwin is a Pixel.

Já não jogava a sério um Colin Mcrae/Dirt desde… talvez o Colin Mcrae 2.0 há mais de 10 anos, mas experimentei ocasionalmente o Dirt 2  que para mim foi uma completa nódoa, nem tanto pelo jogo em si, mas mais pela direcção que seguiu ou seja centrado no lado mais americano e “radical” dos X-Games em vez de seguir uma onda mais clássica e “glamourosa” dos originais.

O Dirt 3 vinha rotulado como uma reaproximação a esse ambiente, como maior foco em provas de rally clássicas e nem tanto em patetices como gincanas e malabarismos. E sim, é um facto, há realmente mais provas de rally a sério, mas a meu ver todo o jogo continua muito… “extreeem man“. Mas é a direcção escolhida e em relação a isso há pouco a fazer.

Podem esperar um grande imediatismo e um pensamento a “curto prazo” como é habito neste tipo de jogos, ou seja, etapas de 2 minutos, corridas de 3 voltas onde arrancamos invariavelmente dos últimos lugares, ausência de qualificações, provas com apenas 2 etapas e por aí fora.

O modo de progressão faz-se através de campeonatos anuais, cada um com diversos tipos de provas. À medida que progredimos vamos desbloqueando novos carros, o básico. A Codemasters é famosa por andar a tentar reinventar a forma como navegamos nos menus, casos como o Grid e F1 2010 eram atrozes, mas aqui é muito simples e intuitivo.

As etapas de rally são muito bem vindas e de certa forma fezem-me relembrar os bons velhos tempos, mas ainda há muito a melhorar. As estradas são muito largas e perdulárias e a variedade de cenários é quase nula, grande parte das etapas são reciclagens umas das outras.

Tenho que destacar pela negativa as vozes dos nossos conselheiros que nos acompanham durante a campanha. São simplesmente terríveis “awesome amigo, extreme! Post that on Youtube!” Ughh

O jogo tem um interessante sistema de upload automático para o Youtube, funciona, mas tem uma limitação de tempo. Podem ver como ficou a minha tentativa de upload:

Se há uma coisa em que a Codemasters se pode gabar aos sete ventos é o brutal motor de jogo. Dirt 3 tem visuais simplesmente maravilhosos e é bastante leve se compararmos com o F1 2010. A jogabilidade é o que se espera dum Dirt, semi-arcade, mas bastante boa.

Dirt 3 é um bom sinal para o futuro da série caso a Codemasters decida seguir um rumo mais clássico. Como está é um jogo decente que consegue conciliar ambos os campos. É bastante superficial e acessível, mas bom no que se propõe fazer.

Positivo:
+ Excelente motor de jogo
+ Bons controlos semi-arcade
+ O regresso das provas de rally

Negativo:
– Tretas à volta dos X-Games
– As vozes dos conselheiros
– Muito imediato e superficial

Sai do templ… do PixelHunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: