Blocks That Matter [2011]

Estou numa fase transitória, terminei o Mass Effect 3 e enquanto espero pela chegada da Enhanced Edition do The Witcher 2 tenho andado a jogar o Football Manager 2012. Como tal não é propriamente altura de me meter em jogos demasiado grandes que me ocupem tempo. Fui ao meu vastíssimo backlog no Steam e escolhi ao calhas um pequeno indie para começar a despachar as centenas de jogos que tenho para jogar.

O escolhido foi Blocks That Matter do qual pouco conhecia e já nem me recordo como o comprei, acho que foi num Humble Bundle. Os primeiros minutos de jogo mostram logo quais as suas maiores inspirações: Tetris e Minecraft, de facto quase que posso resumir Blocks That Matter como um puzzle de plataformas 2D dentro do mundo de Minecraft. Se estes elementos são apelativos para vocês, então este é um jogo perfeito. Basicamente Blocks That Matter é um puzzle game onde um pequeno robô tem de chegar à saída dum cenário através da manipulação de blocos em grupos de quatro, emulando as formas das peças que conhecemos do Tetris. Quem conhece Minecraft vai reconhecer esses blocos, alias as semelhanças com o jogo de Markus Persson não se ficam por aí, ele próprio tem um “cameo” como uma das personagens principais.

Os puzzles são relativamente acessíveis, o único contratempo que encontrei é o facto de as soluções serem tão rígidas que muitas vezes ficamos “encalhados” porque demos um passo errado e não é possível voltar atrás, sendo necessário reiniciar todo o processo. Também os cenários em si deixam muito a desejar, depois de algumas dezenas de níveis é complicado diferencia-los já que visualmente pouco variam entre eles, falta-lhe uma clara identidade.

Resta-me dizer que há um editor de níveis integrado e uma série de níveis criados pela comunidade para fazer download, o que é sempre uma mais valia e uma forma de estender a duração do jogo.

É um jogo bastante simples, que mescla de forma satisfatória diferentes vertentes, mas como acontece com muito jogos indie, não consegue ser mais que uma montra duma mecânica especifica. No entanto podem esperar muitas dezenas de desafios que estendem a duração do jogo por umas sólidas horas.

Positivo:
+ Mecânica central interessante.
+ Boa duração.

Negativo:
– Níveis pouco variados.
– Soluções demasiado rígidas.

Sai do templ… do PixelHunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: