Forbidden Planet – Planeta Proibido [1956]

Consegui ver o quinto filme da lista mais cedo do que esperava, a maratona vai num bom ritmo! =)

Quase que posso dizer que Forbidden Planet é o Metropolis da 2ª metade do séc. XX. À semelhança do filme de Fritz Lang, Forbidden Planet foi um filme que veio abalar o género da altura com altíssimos valores de produção, uma enorme escala e uma seriedade que faltava ao género durante a década de 50, tornando-se numa influencia para tudo o que veio a seguir. Tornou-se no espelho da ficção cientifica dos anos 50 e 60 e ditou as modas dentro género até à chegada de 2001 10 anos mais tarde. As roupas, as naves, o robô Robby, as armas, os utensílios, os sons, etc tornaram-se no standard da ficção cientifica durante esse período.

Esta foi uma estreia para mim, nunca o tinha visto por completo (infelizmente é uma situação que me acontece com muitos clássicos, conheço as cenas mais importantes, mas nem sempre vejo os filmes no seu todo) e devo dizer que foi uma óptima descoberta, é quase como tropeçar numa maquina do tempo para uma época diferente, neste caso o imaginário da ficção cientifica dos anos 50.Forbidden Planet é quase um postal ilustrado disso mesmo.

Inspirado pelo A Tempestade do Shakespear, Forbidden Planet é muito interessante na forma como gradualmente vai abandonando a boa disposição e informalidade do inicio e aos poucos, sem darmos por isso, vai adoptando temas desconfortáveis, mais negros e sérios. A ideia dos nossos pesadelos subconscientes se tornarem reais é incomodativo, e o monstro do id é genuinamente assustador. No entanto o filme consegue dosear com alguma boa disposição, especialmente com o robô Robby e os jogos de flirt entre a tripulação e a… mini-saia da Anne Francis😀

Forbidden Planet é aparentemente o primeiro filme de ficção cientifica a desenrolar-se por completo fora da Terra noutro planeta e embora alguma da sua ciência seja meio pateta, tenta quase sempre arranjar explicações pseudo-cientificas para quase tudo, o que na altura era invulgar. Muita da inspiração para Star Trek veio precisamente daqui e não é preciso ir muito longe no filme para averiguar isso mesmo. O comandante Adams (um Leslie Nielson muito novo e charmoso) é um prototipo do Kirk.

Podem-no ver por exemplo AQUI, amanhã tentarei ver já o próximo filme, It! The Terror from Beyond Space. Então até amanhã!

PS: Já agora aqui fica um pequno documentário sobre o filme, que explica o seu impacto muito melhor do que eu:

Comments
3 Responses to “Forbidden Planet – Planeta Proibido [1956]”
  1. Apesar de ter estreado em 1956, Forbidden Planet ainda consegue se bastante interessante de se ver. A história, apesar de alguns buracos é boa e mantém quem está a ver interessado no seu desenvolvimento. Mantém-nos curiosos em saber porque raio desapareceram todos os colonos enviados para aquele planeta com exceção do Dr. Morbius e da sua ingénua filha. (http://a35mm.wordpress.com/2011/07/31/forbidden-planet-1956/)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: