Aliens Vs Predator [2010]

Pois bem, Prometheus está a bater à porta e para aguentar todo este tempo de espera o que fiz? Joguei um jogo de temática Alien como é óbvio!

Mais um jogo do meu backlog que já nem me recordava que o tinha comprado. Com a iminente chegada de Prometheus foi lógico que o despachasse agora, ainda por cima sou um fã dos anteriores Aliens versus Predator. O original de 1999 (da Rebellion, os mesmos responsáveis por esta versão de 2010) ainda é um dos jogos mais assustadores que alguma vez joguei, principalmente a campanha do marine, por causa da extrema vulnerabilidade e da velocidade louca do jogo. A sequela (dos antigos mestres dos first person shooters, a Monolith) é menos “louco” mas tinha uma interessante história e atmosfera. Mas nove anos passaram desde então, o que nesta industria é uma eternidade, o género tem vindo a cair em termos qualitativos, como tal foi com algum receio (mas esperançoso, sempre é um jogo Alien) que parti para a aventura.

Comecei, como é tradição, pela campanha do marine, já preparado para apanhar uns valentes sustos, mas… o que descobri foi algo terrível… algo que embora o meu subconsciente estivesse à espera, eu não queria aceitar… algo que poderia significar o fim da minha participação no jogo… algo… hediondo!

O que descobri foi… mecânicas modernas de first person shooters! Esta campanha é uma perfeita montra de tudo o que está mal no género hoje dia. Pensem em tudo o que está errado nos fps desta geração… vá eu ajudo. Corredores lineares interrompidos por cutscenes, missões “moço de recados”, um botão que faz tudo, lentidão, audio logs, “só-podes-levar-duas-armas-porque-realismo-lol”, set pieces forçadas, algumas delas retiram a acção das mãos do jogador, curta duração, ausência de estratégia… podia continuar. A campanha do marine é uma das piores experiências que tive num fps moderno. Para piorar as coisas, a escrita é terrível, é tão constrangedor ouvir as dezenas de frases e one liners que todos conhecemos do Aliens só para puro fan service. É pura preguiça. A cereja no topo do bolo é a desinteressante e genérica história que… surpresa das surpresas vai buscar o Lance Henriksen que coitado anda sempre com tudo o que é Alien atrás dele. A sorte é que tudo isto durou… 2.5 horas! Sim, cada uma das campanhas dura entre 2 e 3 horas.

Quando terminei já nem sabia se ia conseguir continuar com o resto das campanhas. “Talvez seja um jogo mais centrado no multiplayer, e como tal desleixaram-se no singleplayer” pensei eu, inocente e esperançoso. Mas, tal como uma das inevitáveis vitimas dos filmes Alien, o jogo rapidamente eliminou qualquer réstia de esperança. Fui experimentar o multiplayer antes de continuar a jogar as campanhas mas… o multiplayer está completamente morto! Nem um único jogador! Ninguém… o jogo nem aparece na lista de jogadores do Steam. Senti-me sozinho e especial. Em todo o mundo eu era das pouquissimas (única?) pessoas a jogar o multiplayer de Aliens vs Predator. Tentei dezenas de vezes, dei permissões à minha firewall. Nem uma única alma em todo o mundo…

Nesta altura já estava preparado para mandar o jogo para o caixote do backlog, mas… fui experimentar a campanha do Alien, “se me agarrar nos primeiros 30 minutos ainda despacho isto”. A campanha continua a ter alguns problemas da que vi no marine, é normal, continua a ser o mesmo jogo, mas a natureza especifica de estar a jogar na pele dum alien obriga a uma nova abordagem, e felizmente a uma muito mais interessante. De facto esta campanha é bem mais apelativa que a do marine, mas como não posso estar nunca contente com o jogo, é também a campanha mais curta de todas. Sim ainda é mais curta que as 2.5 horas da do marine. Uma anedota.

Com campanhas tão curtas também não ia parar agora, mais 3 horinhas e acabava a campanha do predador e despachava de vez o jogo. Mas há um petit problem, eu não gosto lá muito predador, nem nos filmes nem nos jogos. Para mim é sempre tipo daqueles miúdos que se colam aos grupos populares na escola porque ninguém lhes liga. “Eu quero os meus aliens e marines… oh o quê? Ah o predador também vem? Tem mesmo de ser? Ok… pode ser i guess =/ ” Mas como o mundo não era o mesmo sem toneladas de ironia, esta é de looonggeee a melhor campanha do jogo e a que mais gostei de jogar. Continua a ter problemas, mas o arsenal de armas é mais interessante, há uma maior liberdade na forma como podemos abordar o combate e… até a história é um poucochinho mais interessante.

Por falar em história, ao estilo do Aliens versus Predator 2 todas as três campanhas estão interligadas e em alguns momentos é possível ver e presenciar certos acontecimentos por outro prisma, o que é uma mais valia. Mas na pratica o que significa é que estamos constantemente a jogar nos mesmos cenários durante as três campanhas. Laaaazzzzyyyyyyyyyy.

Visualmente é bastante competente, como é basicamente composto por estreitos corredores (há excepções) não é necessária grande potência, como tal corre que nem um sonho, mesmo em directx 11. Em termos sonoros podem esperar todos os efeitos sonoros que todos conhecemos do filme Aliens e do Predador 1 e 2.

Como disse, multiplayer já não existe, mas ainda há o modo survival que basicamente é um hord mode. Uma arena, várias vagas de aliens e temos de sobreviver o máximo de tempo possível. É fixe e até passei lá alguns minutos, mas são só dois mapasb e só podemos ser um marine. E não vi leaderboards o que num modo de jogo destes é estúpido não haver.

Foi uma valente desilusão, longe, longe do que fez dos anteriores jogos clássicos instantâneos, é só mesmo para fãs acérrimos das duas sagas, mas mesmo para esses… não sei… eu também sou e não gostei. O mais impressionante é que a Rebellion fez este jogo e o original! Que diabos se passou? Provavelmente em 10 anos a equipa já nem deve ser a mesma. Resta esperar que o Prometheus não seja uma desilusão desta magnitude.

Positivo:
+ Bons visuais reminiscentes das respectivas séries
+ Campanha do Predador é aceitável

Negativo:
– Extrema linearidade
Level design completamente sem imaginação
– Curta duração
Multiplayer morto
– Escrita e narrativa

Sai do templ… do Pixelhunt com:

Comments
6 Responses to “Aliens Vs Predator [2010]”
  1. Sobre este AvP já “falei mal” quanto baste – não é bem um jogo, é mais um exercício em manter uma marca ativa no mercado. Uma década depois e temos gráficos melhores (e até isso é discutível). O resto não tem chama, como aliás ilustraste bem. Não há pânico, não há temor, mas há as habituais mecânicas superfluas (se não estou em erro, havia tipo um botão para fazer “vault” a um obstáculo e outro botão para saltar, o qual… permitia ultrapassar obstáculos. GG!) e inimigos como carne para canhão. Ora, isto que acabei de dizer sobre os inimigos até descreve os anteriores, mas reiteiro que não há chama. É um shooter “by the numbers”, sem surpresas, com uma IA fraquissima e uma tecnologia “do bonito” (que só plastifica tudo). Acho que o que mais detestei foi precisamente o botão universal. No outro AvP (ainda o melhor), jogar como um Alien era das coisas mais fantásticas de sempre. Só a velocidade e vertigem de um segundo correr pelo chão, depois pela parede e pelo tecto era alucinante. Havia toda uma série de tácticas “hit and run” deliciosas e desafios de percorrer niveis a alta velocidade enquanto se derrubavam humanos. Mata um Marine e foge enquanto ouves outros Marines ou civis a gritar.

    Aqui é preciso carregar num botão específico para entrar em tuneis e esconderijos, o que não só é ridiculo como queima tempo a mostrar uma animação predeterminada – basta ter um Marine ali ao lado e não conseguimos entrar porque a dita animação é quebrada pelos ataques dele. Compara com o outro: cais em cima de um Marine, lanças a cauda contra outro e mal o terceiro começa a disparar já correste por um tunel de ventilação acima.

    O unico terror aqui é isto ser mau para caramba.

    Por curiosidade, hoje planeio pegar no AvP2, o qual na altura não achei muita piada mas quero voltar a jogar para um mini projeto para o Arcada🙂

    • O AvP2 é mais… “moderno” que o 1º, ou seja, não é tão arcada, é mais pausado e foca-se numa história (do que me lembro) competente tendo em conta que estamos a falar de tipos a matar bichos. Consegues ver alguns elementos do NOLF e do FEAR, mas pessoalmente ainda prefiro o 1º AvP, é mais “cru” e “selvagem”.

  2. Por falar nisso, uma das coisas que mais adorei no outro AvP foi o último nível da campanha Marine. Cada nivel tinha objetivos, regra geral relativos à historia ou personagem, acompanhado de uma breve descrição dos mesmos.

    O último apenas propunha isto:

    “Go out there and kill things”.

    \m/

  3. Acerca deste franchise, estou muito curioso para ver o que vai sair de Alien Colonial Marines. Especialmente para a WII U. Só o facto de saber que podemos utilizar o comando para fazer de radar (rodá-lo para pesquisar as divisões e ouvir o bip a aumentar de volume á medida que um xenomorfo se aproxima), dá-me vontade de dizer Shut Up and take my money!

    • Pelos vídeos que mostraram pareceu-me demasiado scripted e controlado, não gostei muito do que vi, sempre pensei que ia ser um Left 4 Dead com aliens. Mas foi adiado para o ano, quem sabe se não foi para melhor. Também estou muito curioso para ver o que vão fazer com as novas funcionalidades do comando da WiiU.

  4. Ainda hoje recordo o AvP2 como um dos melhores FPS de sempre e em conjunto com os NOLF, são um excelente exemplo da capacidade da Monolith. Quando comprei este AvP espera um ambiente intenso e assustador, uma jogabilidade temerosamente divertida e a repetição de uma excelente experiência. Infelizmente o que saiu deste novo AvP foi uma perfeita desilusão e apesar de ter comprado o jogo numa promoção do Steam, continuo a achar que fui roubado…nem quero imaginar a cara daqueles que compraram o jogo pelo valor de lançamento!
    Do novo AvP não tenho boas esperanças e acredito que apenas por um milagre é que vai sair um bom jogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: