Akira Yamaoka

O Pixel Sound regressa, desta vez vamos viajar para terras orientais para falar de Akira Yamaoka.

A maratona que fiz por uma parte da série Silent Hill foi uma experiência assustadora e muito desse sentimento é culpa deste senhor. Akira Yamaoka é responsável por todo o design sonoro da série, sendo que esse é um dos pontos mais importantes e reconhecidos de Silent Hill. Aliás arrisco mesmo dizer que os Silent Hill da Team Silent são dos jogos em toda a industria com melhor sound design. Grande parte do que nos faz ter medo em Silent Hill não é alcançado pela parte visual, mas sim pelos sons que se ouvem sem que possamos saber ao certo o que os origina.

Akira é mais conhecido pelas bandas sonoras de Silent Hill, no entanto ele trabalhou em vários projectos, desde Snatcher do Kojima até ao recente Shadows of the Damned. Como é hábito nesta rubrica, proponho descobrir algumas das suas composições mais conhecidas.

Série Silent Hill

A introdução do primeiro jogo é provavelmente a mais conhecida, de tal forma que acabou por se tornar no tema que todos ligam à série.

 

Os Silent Hill sempre tiveram temas introdutórios fantásticos, a do Silent Hill 2 não é excepção.

 

O Silent Hill 3 contou com a participação de Mary Elizabeth McGlynn que interpretou uma série de temas, alguns deles especialmente marcantes.

 

Mary Elizabeth McGlynn continuou a colaboração com Akira no Silent Hill 4, de onde saiu este atmosférico Room of Angel:

 

Mas não é só de composições musicais mais tradicionais que Akira é reconhecido, todo o design sonoro dos Silent Hill são de sua autoria desde aos simples sons de passos até às composições mais elaboradas como os sons metálicos que transmitem uma sensação pânico e ansiedade no jogador.

 

Este vídeo explica muito melhor que eu o papel que Akira Yamaoka tinha durante os tempos áureos da Team Silent.

 

Actualmente com laços à Grasshopper Manufacture, Akira Yamaoka continua a ser mais reconhecido pela série de terror da Konami, mas o seu curriculum é muito mais vasto com participação em jogos tão variados como Snatcher do Kojima, Rumble Roses, No More Heroes 2, Shadows of the Damned e até um jogo de futebol, o International Superstar Soccer Pro que mais tarde veio a original o Pro Evolution Soccer. Para breve iremos poder ouvir as suas composições no muito pateta e tresloucado Lollipop Chainsaw.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: