Der Golem, wie er in die Welt kam [1920]

Está oficialmente aberta a Maratona Terror 2012! E abriu com mais um filme alemão expressionista, à semelhança das duas anteriores edições.

Este ano as honras couberam a Der Golem, wie er in die Welt kam (vou só chama-lo de Golem daqui para a frente) que nunca tinha visto. Na verdade esta é a terceira parte duma trilogia centrada na figura do Golem, no entanto e infelizmente os dois primeiros filmes estão definitivamente perdidos, o que é uma pena.

Der Golem foi lançado no mesmo ano do meu filme expressionista favorito, Das Kabinett des Doktor Caligari, no entanto a meu ver fica bastante aquém do filme do Robert Wiene em quase todos os aspectos. Em termos narrativos não há grande sumo e a sua história poderia muito bem ser contada em meia hora tal é a sua simplicidade. Sendo um filme expressionista é sempre muito curioso ver os cenários e o ambiente, embora sejam dignos de nota especialmente o gueto judeu em Praga, nunca atinge a exuberância de outros filmes da altura.

Mas o grande ponto de interesse é mesmo o Golem que é um excelente monstro, é pena que não seja tão famoso como os da Universal das décadas seguintes, ainda por cima é fruto duma lenda judaica e sabendo a influência que eles têm em Hollywood é estranho que a imagem do Golem não tenha sido mais explorada ao longo dos tempos. A sua postura quase robótica é claramente um predecessor do monstro de Frankenstein do Boris Karloff, muitos dos maneirismos e movimentos são idênticos.

É curioso ver um filme alemão a retratar os judeus e as suas lendas num espírito positivo sabendo o que aconteceria poucos anos mais tarde, mas é um retrato da republica de Wiemar saída do pós-guerra, uma década mais tarde seria impossível fazer Der Golem da mesma forma.

Para concluir, não posso dizer que tenha gostado particularmente do filme, mas valeu a pena por causa do monstro. Mas para quem gosta e se interessa pelo cinema expressionista alemão acho que é obrigatório. Este filme é  de domínio público como tal podem-no ver por exemplo no Youtube. A versão em baixo tem uma boa qualidade mas infelizmente tem as tonalidade cromáticas que a meu tornam-no um pouco feio. Aconselho vivamente a verem a preto e branco. Pois bem, não há tempo a perder, o próximo da lista é Dr. Jekyl e Mr. Hyde, a ver se o consigo ver amanhã. Até lá um bem haja!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: