F1 2012 [2012]

Chega o mês de Setembro e invariavelmente chega também mais um titulo de fórmula 1 da Codemasters. Está-se a tornar num tradição ao bom estilo dos jogos de desporto da EA.

Eu tenho vindo a jogar todos os jogos desde que a licença da F1 passou para as mãos da Codemasters. Esta é uma série que combina relativamente bem dois campos distintos, da simulação e da arcada com maior ênfase na simulação (mesmo não sendo um simulador puro como é óbvio) se bem que tenha o previsível foco na acessibilidade para vender cópias. O  F1 2010 era bastante aceitável para jogo de estreia e parecia uma excelente base para crescer no futuro, aliás terminei a minha análise dizendo:

F1 2010 é um bom inicio de franchise (esperem lançamentos anuais à lá FIFA), há aqui muito potencial e certamente à terceira ou quarta incursão a Codemasters deverá conseguir ter um excelente jogo de F1.

De facto era essa a sensação que me passava, F1 2010 parecia um produto em beta à espera de mais alguns anos para atingir a maturidade. Um ano mais tarde chegou o F1 2011 que em parte cumpriu essas expectativas já que introduziu algumas melhorias, no entanto o sabor de desilusão foi considerável porque manteve-se quase no mesmo estado do jogo anterior, ainda com os mesmo bugs e uma gritante falta de diferentes opções de jogo e conteúdo:

F1 2011 é um jogo acima da média com uma condução divertida e gratificante, mas um vazio de ideias que ameaça vir a estagnar num futuro próximo. Não é o salto qualitativo que se esperava depois do F1 2010, pede-se mais arrojo e mais polimento por parte da Codemasters para o inevitável F1 2012.

E é assim que chegamos a mais um ano, mais um mês de Setembro e mais um jogo de F1.

Desde logo soaram alguns sinais estranhos que me colocaram o bichinho atrás da orelha, durante os meses anteriores ao lançamento pouco se ouvia da Codemasters a promover o jogo, pelo menos em comparação com os dois anteriores anos. Anteriormente levávamos com dezenas de diários, vídeos, imagens e tudo mais a venderem-nos que este ano é que era e que o novo F1 iria ser o melhor de sempre e etc e tal. Este ano… nem por isso. Os mais desatentos nem devem ter notado que anda ai um novo F1 e mesmo os que sabiam, tipo eu, têm dificuldades em reproduzir os bullet points da praxe com as melhorias que o marketing sempre apregoa. Não custuma ser bom sinal quando a própria produtora não promove com mentiras o seu próprio produto…

A primeira coisa que salta à vista são os novos menus, e que bonitos que são! Muito mais intuitivos e úteis que os dos anteriores jogos que bem se recordam eram horríveis. É de facto muito mais agradável andar pelo jogo sem aquela treta do padock interactivo. A segunda coisa que salta à vista é… um tutorial obrigatório que todos os jogadores têm de seguir. Este tutorial é um espelho da crescente acessibilidade que a série procura atingir, tentando aliciar novos jogadores que não conhecem o mundo da Fórmula 1. É um tutorial ridículo e insultuoso, especialmente porque não dá para ignorar. Outro aspecto que revela essa mesma acessibilidade são algumas alterações e ausências em relação a anteriores títulos. Agora há apenas uma sessão de treinos num fim de semana… sim retiraram duas sessões porque… não faço ideia porquê, mas mostra as constantes limitações de opções que a série vem adoptando de forma a tornar a experiência mais acessível. Outra alteração é a ausência da degradação dos pneus que é agora fixa e não escalável de acordo com o numero de voltas que fazemos, isto significa que em corridas de 25% por exemplo, os pneus nunca se vão desgastar. Outra decisão estranha.

Mas vamos ao que realmente interessa, a condução. Ela basicamente pouco mudou em relação ao ano transacto. Devo dizer que a condução com gamepad sofreu uma enorme melhoria (nos outros jogos era praticamente impossível para mim) no entanto o mesmo não posso dizer com o volante (que é como jogo). O grande problema está nos travões, por mais que mexa nas definições e nos setups todos os carros sofrem dum problema crónico de travões. Estou constantemente a bloquear rodas, aliás na verdade elas não bloqueiam, mas o carro comporta-se como se estivessem. Nunca me consegui adaptar e isto levou a que tivesse de travar sempre mais cedo e sofresse invariavelmente de enorme understeer.

No ano passado referi a falta de conteúdo que tornava complicado justificar a compra de mais um jogo. É muito difícil gastar mais dinheiro num jogo que se limita a apresentar os mesmos circuitos e pilotos todos os anos.

Fora da condução propriamente dita, F1 2011 é um deserto de ideias… É claro que são as limitações da vida real, não aponto o dedo em relação a isso, mas é necessário mais conteúdo para justificar a compra dum jogo por ano ao preço tradicional. Os fãs de F1 são quase todos grandes entusiastas da história da disciplina, porque não incluir épocas vintage? Mini campeonatos dos anos 60, 70? Cenários específicos em que temos de calçar as luvas do Senna em Suzuka 89 e vencer o Prost sem o famoso contacto? Ou tentar mudar a história e correr em Fuji 76 durante o diluvio com o Ferrari do Lauda e tirar o campeonato do James Hunt? Sei lá… tantas possibilidades em aberto.

Tenho no entanto que referir que a Codemasters tentou, mesmo com as naturais limitações da licença, que calculo que sejam muitas, seguiram mais ou menos o que falei em cima. Falo em especial do Champions Mode que nos apresenta cenários com determinados desafios específicos onde é pedido ao jogador para ultrapassar (ou defender) determinado piloto em condições adversas. É divertido e dá alguma variedade ao jogo. Há outro modo de jogo novo, o Season Challenge que basicamente consiste num mini campeonato de mini corridas especialmente focado para jogadores mais inexperientes e impacientes ou que queiram algo mais rápido.

Mas não poderíamos falar da série F1 da Codemasters sem deixar passar os bugs. E infelizmente vieram acompanhados pela família toda porque F1 2012 é um festival deles. O pior é que grande parte deles já vêm desde o primeiro jogo como as paredes invisíveis que surgem no meio da estrada ou as regras ridículas que nos penalizam quando outros carros nos bloqueiam ou passamos por cima de correctores por exemplo. Este ano como não podia deixar de ser vieram ainda mais bugs para a festa, alguns deles são inacreditáveis como a impossibilidade de jogar online após certo nível (não me chegou a acontecer porque não jogo multiplayer, mas há vários relatos a apontar isso mesmo). Aliás relatos sobre bugs é o que não falta por aí, cada um deles ainda mais inacreditável que o outro.

Felizmente a decisão mais acertada da Codemasters pode vir a resolver parte deste problema. A série F1 abandonou o obsoleto e irrelevante Games for Windows Live e adoptou o Steamworks o que significa que virão mais patches e correcção de bugs, o que antigamente era muito mais complicado. Aliás quando escrevo isto já saiu um grande patch para corrigir parte dos bugs. É mais uma prova das enormes vantagens dum jogo que usa todas as capacidades e funcionalidades do Steam.

Concluindo, a ideia que quero passar é que F1 2012 nada trás de novo em comparação com o seu antecessor, aliás é inferior ao que a Codemasters nos apresentou há um ano. É um jogo que deveria ser pouco mais que um DLC e só existe para nos extorquir mais algum dinheiro. Obviamente a nota que vou dar não reflecte exactamente a qualidade do jogo, mas sim a sua irrelevância. Caso queiram um jogo oficial de Formula 1 comprem o F1 2011 que está bem mais barato e apresenta praticamente as mesmas opções e conteúdo. Não compactuem com estas politicas de jogos anuais onde apenas mudam a roupagem do produto. Vamos todos votar com as nossas carteiras.

Positivo:
+ Menus muito mais intuitivos
+ Steamworks

Negativo:
Bugs, bugs, bugs, bugs
– Crescente acessibilidade
– Condução menos divertida
– Pouco conteúdo
– É praticamente o mesmo jogo do ano passado

Sai do templ… do Pixelhunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: