Le Locataire – O Inquilino [1976]

Continuamos na década de 70, mas agora com uma pequena batota… Le Locataire não é bem terror, é mais um thriller, mas era o filme que me faltava na “trilogia do apartamento” do Polanski e como vi os outros dois nas anteriores maratonas achei bem encaixa-lo aqui. Bem, na verdade há bastantes elementos de terror no filme, especialmente de terror psicológico e há uma série de cenas realmente muito creepy que colocam Le Locataire num limbo entre thriller e terror.

Este era dos filmes que guardava mais expectativas, não só porque sou um fã do Polanski, mas porque Repulsion e Rosemary’s Baby são dois dos meus filmes de terror favoritos. À luz dessas expectativas acho que saí ligeiramente desiludido, ainda para mais porque a primeira hora foi muito, muito boa e passou num piscar de olhos tal o interesse do mistério. Eu adoro histórias que se centram num só local e que aos poucos vai-se tornando perturbador e misterioso, e o prédio onde o protagonista vai viver é perfeito nesse aspecto. O problema é a segunda hora que não achei tão bem montada e que aos poucos foi apagando a chama.

A premissa é bastante simples, um homem (protagonizado pelo próprio Polanski) arrenda um apartamento em Paris que pertencia a uma mulher que se suicidou. No entanto o apartamento e os seus vizinhos são muito estranhos e misteriosos e ele acaba por cair num esgotamento que o leva à loucura, convencido que todos se juntaram para o transformar na anterior inquilina e o obrigarem a suicidar da mesma forma. É na sua descida rumo à loucura que a meu ver o filme cai também de qualidade, o que é pena porque seria a altura perfeita para mostrar os pontos fortes do filme, em especial o seu ambiente saído directamente dos pesadelos do protagonista. Infelizmente essa descida rumo à loucura não está tão bem montada como a que afligiu a Catherine Deneuve no Repulsion e as duvidas sobre o que é ou não real nunca atingem os níveis do que vimos em Rosemary’s Baby quando só no final é que se descobre a verdade e passamos todo o filme na dúvida.

De inicio fez-me alguma confusão ver o Polanski como protagonista, mas aos poucos acabei por me habituar e, mesmo com alguns momentos de qualidade dúbia, ele safou-se bastante bem. Vi a versão em inglês que a meu ver é a mais correcta porque o Polanski, a Isabelle Adjani (esta mulher é linda, linda, linda) e mais alguns actores falam em inglês, apenas os mais secundários falam francês, no entanto a dobragem num americano carregado destoa e de que forma.

Mesmo tendo saído um pouco desiludido, Le Locataire é um bom filme, apenas esperava outra coisa da sua segunda metade. Mas é um bom complemento aos dois outros filmes desta trilogia e obviamente sai daqui com um selo de recomendado. O próximo filme continua a ser europeu, é o Suspiria do Dario Argento, que já não vejo há muito tempo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: