Skyfall [2012]

Casino Royale foi uma mudança tão brusca para a série 007 que criou uma enorme divisão entre os seus seguidores, embora seja unanimemente considerado um excelente filme, era simplesmente demasiado diferente do que as pessoas estavam habituadas. Dum dia para o outro antigas tradições com décadas de existência foram colocadas de parte rumo a uma abordagem mais moderna, realista e dramática. Uns gostaram outros odiaram, para uns era uma lufada de ar fresco numa formula gasta, para outros uma completa descaracterização. Eu pertenço ao primeiro grupo, Casino Royale é dos meus blockbusters favoritos e gosto do Bond do Daniel Craig e da nova abordagem. Infelizmente Quantum of Solace foi uma desilusão o que aliado ao longo interregno por causa dos problemas da MGM colocaram este Skyfall sobre uma enorme pressão. Era demasiado fácil falhar e muito difícil sair da sombra do Casino Royale.

Felizmente Skyfall é um excelente filme e brilha em quase todos os diferentes aspectos. Um Daniel Craig em boa forma, um bom vilão, boa canção e genérico inicial, fotografia, atmosfera, uma optima realização do Sam Mendes e até uma bond girl muito interessante (infelizmente tremendamente sub-aproveitada). Se me perguntarem se a junção de tudo isto resultou num filme superior ao Casino Royale terei que dizer não. A Skyfall falta-lhe o ritmo e uma certa… alma que o primeiro filme tinha. Para além dum ritmo que muitas vezes anda aos zig-zags, algumas partes um pouco rebuscadas do guião esticaram um pouco a corda do plausível, em especial nos planos milimetricamente perfeitos do antagonista (interpretado pelo Javier Bardem) que na vida real nunca resultariam.

Mas a grande virtude de Skyfall é a forma como liga as duas margens que se formaram após Casino Royale, é uma ponte entre o novo e o antigo, e é perfeita a forma como delicadamente vai piscando o olho à história e tradição da série juntando no final os dois lados da barricada, como que dando as boas vindas aos que se tinham afastado deste novo Bond. Subitamente fica clara toda a viagem que fizemos desde que vimos Bond a matar pela primeira vez no inicio do Casino Royale, esta trilogia é nada mais nada menos que uma grande história de origem duma personagem icónica que nos acompanha há 50 anos. É uma história de origem de mais de 6 horas e é muito gratificante ver como Bond cresceu ao longo destes 3 filmes, desde um homem inexperiente controlado pelas emoções e impulsos, que depois de lhe morrer as duas mulheres mais importantes da sua vida nos seus braços se eleva para um novo patamar no final de Skyfall.

Como fã de 007 só posso aconselhar Skyfall. É mais que um excelente 007, é um excelente filme. Ponto. E muito provavelmente o melhor blockbuster do ano. Já agora se quiserem podem recordar a maratona 007 que fiz há uns anos, estão lá os filmes todos!

Comments
11 Responses to “Skyfall [2012]”
  1. Aquela cena no prédio em Macau, com asluzes vibrantes e jogo de sombras vai-me ficar gravada na memória imenso tempo. Excelentemente bem conseguida!

  2. Anónimo diz:

    Quando sai o próximo???? LOL
    Já estou ansioso por ele…

  3. Hugo Bessa diz:

    Até eu estou. Cada vez mais adoro a série 007

  4. V diz:

    Estive a fazer a maratona, um por dia, e acabou na sexta-feira com este Skyfall. E que maneira, simplesmente fantástico.

    Fui o único a comparar a parte de Xangai com a missão do Thane em Mass Effect 2?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: