Europa Universalis IV [2013]

europa-IV

Um dos jogos mais importantes da minha vida como jogador recebeu mais uma sequela! Não é todos os dias que podemos dizer estas coisas, mas é verdade! Finalmente foi lançada a 4ª parte da fenomenal série Europa Universalis. Desde já devo dizer que “apenas” joguei este Europa Universalis IV durante cerca de 40 horas, o que num jogo destes é pouco. Leiam isto como um misto de primeiras impressões, vou andar a jogar isto durante anos. E é também importante referir que me vou centrar principalmente nas mudanças operadas em relação ao Europa Universalis III, se quiserem ter uma ideia do que um Europa consiste, leiam a minha analise do jogo anterior ou o meu Diário Pixelizado que vai a fundo nas suas mecânicas e objetivos.

Como já referi sou um acérrimo fã da série da Paradox, falei assim ao de leve do impacto que o jogo original teve em mim e da gradual aceitação que tive da terceira parte, desde um inicio pouco promissor até quatro expansões mais tarde, quando se transformou num dos melhores jogos de estratégia de… sempre.

Como podem imaginar tinha naturais reservas e preocupações em relação à versão vanilla deste quarto jogo, será que vinha com aquele sabor a incompleto do seu predecessor? Falta de polimento? Visuais pouco elegantes? A boa noticia é que não! Europa Universalis IV está extremamente polido e com a profundidade herdada das quatro expansões de Europa Universalis III. É um fruto natural da evolução de toda a série e ao contrário do terceiro capitulo, que a meu ver tentou mudar mais do que conseguia logo duma vez, Europa Universalis IV é quase perfeito neste campo, uma delicia mesmo com as alterações mecânicas que sofreu.

EU4

Essas alterações podem parecer insignificantes à primeira vista, mas mudam de forma substancial a estrutura do jogo. Umas para bem, outra nem tanto, no entanto quase todas fazem sentido e encaixam bem na ideia do que deve ser um Europa Universalis. Essas alterações podem-se resumir em dois grandes campos: trade (comércio) e research (pesquisa).

Se bem se recordam. o comércio nos anteriores jogos era bastante simples e centrava-se no numero de mercadores que se enviavam para um centro de comércio. Países com mais poderio mercantil tinham mais mercadores e podiam assim ganhar o monopólio. Era um sistema bastante básico e de fácil compreensão. Agora as coisas mudaram significativamente. Cada centro de comercio é agora uma plataforma onde o comercio flui, assim sendo, a única coisa que o jogador faz é decidir, num desses centros, se quer que esse mesmo comercio seja desviado ou então se deve ser recolhido. Portanto, agora é apenas possível mandar um mercador para cada centro e esse mercador irá receber as nossas ordens. Esta mudança torna a parte comercial muito mais gratificante e dá-nos muitas mais possibilidades de abordar o jogo.

A outra grande mudança prende-se no campo da pesquisa tecnológica e na forma como os pontos de diplomacia, administração e militar transformam-se quase como uma moeda de troca dentro das próprias mecânicas de jogo. Nos anteriores jogos a pesquisa e evolução tecnológica desenvolvia-se de acordo com o financiamento que cada campo recebia. Podíamos ajustar uma certa percentagem do nosso orçamento para onde quiséssemos nos focar. Agora é completamente diferente. Existem pontos em três áreas distintas: administração, militar e diplomacia. Cada acção que fazemos em jogo custa um X desses pontos, no entanto, desenvolver e pesquisar novas tecnologias também os usa, Portanto, há um frágil balanço entre que escolha queremos fazer porque esses pontos são escassos. A meu ver torna a experiência muito mais emotiva e repleta de dilemas.

Estas são as principais diferenças, mas há mais algumas menos importantes. A forma como os diplomatas, colonistas e missionários funcionam é diferente. Em vez de recebermos um fluxo de agentes, eles agora são limitados. Há um maior foco no aspecto pessoal e a cada agente é dada uma ordem (tal como acontece com os mercadores) portanto se todos os agentes estiveram a trabalhar em algo, temos de esperar que um deles termine esse trabalho e dar-lhe nova ordem.

EU_4

É importante dar ênfase a esse aspecto pessoal porque Europa Universalis IV aposta muito nisso, talvez emprestando elementos da série Crusader Kings também da Paradox. Os monarcas têm agora um importante papel na forma como governam, os seus valores de competência são importantes para os já referidos pontos. É notorio que houve uma tentativa de trazer a escala do jogo dum patamar global para um um pouco mais pessoal e centrado nas pessoas. E eu gosto disso.

Há uma série de outras alterações, umas estéticas outras mecânicas, mas nem sei bem por onde começar. Acho que é importante destacar a parte visual, acho que ninguém pode negar que o Europa Universalis III na sua versão vanilla era simplesmente feio. Felizmente a Paradox decidiu buscar inspiração ao Victoria 2 (que visualmente é bem bonito) e transformou esta nova versão num jogo bem mais agradável aos olhos. É certo que depois de dezenas e dezenas de horas descobrem-se alguns bugs e certas coisas que vão precisar de patches mas nada de muito substancial que prejudique a experiência.

Acho que o melhor elogio que se pode fazer a Europa Universalis IV é que é melhor em praticamente todos os aspectos que Europa Universalis III, o que por si só é admirável. E tudo isto logo à primeira tentativa, imaginem só como ficará depois das inevitáveis expansões!

Por falar nas expansões, como vos disse isto é mais um primeiro olhar sobre o jogo, quando elas saírem vou escrever e aprofundar mais sobre as “entranhas” deste Europa Universalis IV.

Positivo:
+ Extremamente polido para um produto vanilla da Paradox
+ As alterações mecânicas fazem sentido e melhoram a experiência
+ Continua profundo e complexo

Negativo:
– Há algumas arestas  normais por limar

Sai do templ… do Pixelhunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: