The Changeling – O Desvendar de um Mistério [1980]

changeling_poster_01

Entramos na década de 80 para a recta final da maratona.

Como não podia deixar de ser, escolhi mais um filme do subgénero “casa assombrada” que tanto gosto. Depois dos The Haunting, The Uninvited e The Innocents nas anteriores maratonas, este The Changeling pisa as mesmas pegadas típicas do género e pouco ou nada varia da típica formula que conhecem. Mas um bom filme de casas assombradas vive mesmo à base desses clichés, é algo de que já estamos à espera, de tal forma que o que acaba por ser mais interessante é mesmo ver como decidiram contar a história do fantasma. Normalmente roda sempre à base de crianças inocentes que morreram na casa há muitos anos e que buscam ajuda dos novos habitantes… e é precisamente o que acontece aqui!

Os melhores filmes deste subgénero como os magníficos The Haunting e The Innocents contam-nos histórias desse estilo, mas são suficientemente inteligentes para lhe dar uma camada extra de ambiguidade que obriga o espectador a questionar e formar as suas próprias teorias. Em ambos os filmes nunca sabemos se a assombração é realmente factual ou apenas uma criação da mente perturbada das suas protagonistas. Infelizmente aqui em The Changeling o mesmo não se coloca porque é tudo mostrado como sendo real e ponto final, o que é pena porque o passado traumático do protagonista dava espaço para criar essa mesma ambiguidade.

No entanto, isso não invalida que a história criada para o fantasma que assombra a casa de George C. Scott (aqui num registo muito diferente do que nos habituou) seja interessante, porque é, só acho que havia potencial para muito mais. Mais ou menos a meio do filme todo e qualquer mistério em relação ao fantasma já está resolvido, até vemos a sua morte e tudo, a partir dai e aos poucos, The Changeling transforma-se mais num filme de investigação onde o protagonista tenta descobrir a ligação familiar da criança assassinada. É uma interessante mudança de registo que abandona um pouco o típico terror mas pode desagradar a quem está apenas à espera de sustos.

Não acho que seja o melhor exemplo do sub-género e não me despertou grandes emoções, mas vê-se bem e é inegável que tem as suas qualidades, especialmente no seu ambiente e na investigação do mistério. Podem-no ver AQUI por exemplo. Estarei de regresso nos próximos dias para ver Inferno do Dario Argento, até lá bons filmes!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: