Planet of the Apes – O Homem Que Veio do Futuro [1968]

planet_of_the_apes_xlg

Saltamos oito anos até um dos meus filmes de ficção cientifica favoritos, a fascinante história dum mundo em que os papeis de humano e animal se invertem, falo, claro está, de Planet of the Apes.

O que mais impressiona em Planet of the Apes é a forma como pega num conceito que no papel parece tão ridículo, e trabalha-o de forma tão séria e plausível. As magnificas caracterizações dos símios espantaram meio mundo (levou um Oscar) e ajudaram a trazer mais realismo à premissa ridícula, premissa essa que propunha ao espectador imaginar um mundo em que o Homem pouco mais é que um animal irracional que nem sequer têm a capacidade de falar. Mas o mais chocante nem é isso, é fácil para uma pessoa aceitar todas as situações, por mais inverosímeis que pareçam, se as enquadrarem em cenários fantásticos como sei lá… realidades paralelas, sonhos ou diferentes planetas (que é o que o filme dá a entender). É com o twist final, que revela que este planeta é na realidade a Terra no futuro, que dá o murro no estômago. De repente, e sem qualquer aviso, a ficção fantástica dá lugar à cientifica, firmemente alicerçada na teoria da evolução das espécies. O espectador deixa de perguntar “quem?” para perguntar “como?”. “Como é que chegaram a esta situação?”

Acho que hoje em dia toda a gente conhece o twist final, mas parem para pensar no choque deve ter sido na altura! Numa altura em que o cinema fantástico era bastante conservador e fundido quase sempre pelo mesmo molde, um filme destes chegou e obrigou os espectadores a pensar fora da caixa e a questionar. É ficção cientifica inteligente, e de certa forma também vanguardista.

Há uma série de boas sequelas que brincam com esta ideia duma forma muito inteligente e a série ainda se mantém actual com o recente rebootThe Rise of the Planet of the Apes foi uma agradável surpresa e está aí rebentar a sua sequela, também com bom aspecto.

Esta longevidade é um testamento da sua qualidade e do fascínio que as pessoas sentem perante um cenário tão incrível. É um excelente filme que aconselho vivamente a ser descoberto. Amanha mudaremos um pouco de registo com a comédia de Woody Allen, Sleeper.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: