Gone Girl – Em Parte Incerta [2014]

International-GG-Poster_highres

Uma pausa no cinema de terror para uma ida ao cinema, ao bom cinema.

Gosto do Fincher, mesmo que nem todos os seus filmes sejam bem do meu agrado (The Strange Case of Benjamim Button, Panic Room e em menor escala o The Girl With the Dragon Tatoo… na verdade não, esqueçam, eu gostei desse) uma coisa tenho e temos todos de dar a mão à palmatória, o seu estilo visual e o controlo da tensão é magistral.

Gone Girl não foge à regra, é “belissimamente” bem filmado, tem um argumento sólido que o segura extremamente bem e é inteligente, sem nunca cair na presunção. Mas talvez a sua maior arma, e é difícil falar dela porque iria quebrar toda e qualquer surpresa, é o seu twist a meio que o transforma num filme de duas caras e altera em 180º a percepção que o espectador tem da acção e em especial da personagem do Ben Afleck. Gostei como num par de minutos o filme transforma-se em algo diferente, para melhor.

Queria muito falar sobre algumas coisas, em especial sobre um dos mais criativos vilões da ultima década e da critica social e satírica que Gone Girl faz do papel dos média, dos preconceitos das massas e das máscaras matrimoniais, mas sinto que possa vir a estragar a experiência

Bom filme, tentem ir o mais às cegas possível.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: