The Vanishing of Ethan Carter [2014]

ethan-carter

Está naquela altura de começar a pensar qual o meu jogo do ano 2014, portanto há que começar a descobrir alguns que me despertam o interesse. Um deles é este The Vanishing of Ethan Carter.

Se há uma tendência actual de que gosto, é a explosão que alguns géneros nicho estão a ter. Alguns até nem existiam há alguns anos atrás. Vejam os survival games, first person survival horror, “walking simulators” e todos os outros que misturam estes géneros. Os grandes responsáveis por esta nova tendência são fáceis de identificar, Amnesia: The Dark Descent, Minecraft, DayZ e Dear Esther.

Dear Esther é (vou tentar que este texto não seja mais uma carta de amor a Dear Esther… perdoem-me se falhar) indiscutivelmente o grande responsável pela explosão destas novas experiências narrativas onde a exploração é a mecânica central. Pronto, são os chamados walking simultors. São jogos que muito estimo, muitas vezes nem é por causa da sua qualidade, mas pelos novos caminhos que estão a abrir, caminhos onde a violência e o combate dão lugar à narrativa e a exploração.

ethan-carter-1

O ódio que Dear Esther gerou foi imenso entre o pessoal menos flexível, mas é mais que óbvio que fez algo de bom, caso contrário não teria gerado toda esta onda de popularidade. Há vários descendentes, alguns deles tentam levar o sub-género para novas direcções (veja-se Gone Home ou Thirty Flights of Loving), mas se há um que usa Dear Esther como fonte directa de inspiração, é este The Vanishing of Ethan Carter. É quase um Dear Esther 2 na medida em que pega exactamente na mesma base e acrescenta-lhe algumas das melhorias que Dear Esther precisava. Portanto, é melhor, correcto?

Hum… é difícil de dizer. Assim no papel, na teoria, é fácil dizer que sim, mas falando com o coração é sempre… muito subjectivo. Eu adorei Dear Esther precisamente pela sua atmosfera, pelas sensações que a ilha me transmitia, é algo difícil que qualificar. The Vanishing of Ethan Carter por vezes fez-me sentir o mesmo, mas nem sempre.

Mas com isto não quero desvalorizar o esforço dos developers (estúdio polaco novo, The Astronauts). The Vanishing of Ethan Carter é um portento técnico, visualmente é irrepreensível, uma autêntica pintura viva e facilmente figura entre os jogos mais bonitos de sempre. Passei grande parte do jogo a procurar os melhores ângulos para tirar fotografias (e foram muitas) o que explica bem a sua beleza.

ethan-carter-2

E é nisso que The Vanishing of Ethan Carter aposta, a extrema beleza de Red Creek Valley e a vontade que desperta no jogador para explorar e conhecer a história daquele lugar e daquelas pessoas. O que o diferencia de Dear Esther é que aqui temos um gameplay mais tradicional centrado em puzzles (todos bastante básicos) onde manipulamos vestígios de memórias. O prémio por solucionar esses puzzles é o desvendar de mais história, uma historia sobre o desaparecimento do miúdo Ethan, da sua família e da aldeia. O desfecho é surpreendente e tocante. É uma história que se esconde tal como em Dear Esther, mas em contrapartida não tem medo de se revelar no final.

É extremamente ingrato apontar defeitos a um jogo que é perfeito no que pretende fazer, e The Vanishing of Ethan Carter é de facto perfeito como experiência narrativa de exploração. Só não lhe darei nota máxima porque durante toda a deslumbrante viagem que fiz, ficou-me sempre aquela sensação de que estava a jogar um jogo lindíssimo. Dear Esther levou-me para aquela ilha, fez-me desligar do mundo real, o som do vento fez-me arrepiar, o luar tornou-me nostálgico e o isolamento… transmitiu-me um estranho conforto.

Este é um género tão recente e tão virgem que não há quase nenhum ponto de comparação. Gone Home e Dear Esther são excelentes modelos e The Vanishing of Ethan Carter não se fica nada atrás, o que por si só é um enorme feito.

Positivo:
+ Magnificos visuais.
+ Magnifica musica.
+ Magnica atmosfera.
+ Historia bem estruturada

Negativo:
– Não sei…

Tempo de Jogo: 7 Horas
Completo: 100%

Sai do templ… do PixelHunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: