La famille Bélier – A Família Bélier [2014]

la-famille-belier-dvd

Anteontem tive a oportunidade de ser eu a escolher o filme no cinema e ainda bem, porque descobri uma pequena pérola.

Fui com expectativas moderadas, já tinha ouvido boas coisas e, muito honestamente, a minha experiência com o cinema francês sempre foi baste positiva, mas nunca se sabe.

Felizmente elas foram superadas, à superfície La famille Bélier parece uma simples e bem disposta história cliché sobre a superação de sonhos e objectivos numa família peculiar e fora do normal. E sim, é essa a linha central, mas debaixo escondem-se algumas temáticas e particularidades mais importantes e bem mais interessantes. La Famille Bélier é acima de tudo uma história sobre o crescimento, não só da jovem adolescente que aprende a voar e a desapegar-se do ninho, mas também dos progenitores que aprendem a superar a falsa noção de segurança e independência (são ambos surdos) que vieram a construir em redor da sua filha. E é realmente uma história familiar, cada um dos elementos tem uma meta a superar.

E depois, claro também temos as paixonetas de adolescência da praxe, os momentos de genuína comédia que me fizeram rir e os emotivos que me fizeram chorar. Sim, verti umas lágrimas no final, admito que a temática central me tocou pessoalmente, basta ver que sai da casa dos meus pais há coisa dum ano, portanto ainda é recente.

Resumindo e concluindo, é um excelente filme, optimista e bem disposto. Recomendadissimo.

Originalmente de 2014, estreou em Portugal em 2015

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: