L’uccello dalle Piume di Cristallo – O Pássaro com Plumas de Cristal [1970]

locandina

Ontem falei-vos duma das curtas de I Tre Volti della Paura intitulada de Il Telefono que a meu ver é um dos primeiros exemplos, raramente mencionados, do sub-género do terror chamado giallo.

E o que é o giallo? Muito basicamente são thrillers italianos que, com o tempo, foram ganhando diversas características que, todas combinadas, dão a estes filmes um look muito particular. Um forte sentido estético e fotográfico, um interessante uso de cores, histórias policiais onde um protagonista (normalmente estrangeiro) decide investigar uma série de crimes e, claro, os crimes em si, com violência, gore, criatividade e muito erotismo, onde as vitimas são normalmente mulheres bonitas e sensuais.

Este L’uccello dalle Piume di Cristallo, o primeiro filme da maior figura do giallo, Dario Argento, foi o responsável pela explosão de popularidade do sub-género não só na Itália, mas no resto do mundo durante os anos 70. Mario Bava criou as fundações e Argento o resto do edifício. Quem me conhece sabe que Profondo Rosso é um dos meus filmes favoritos, portanto as minhas expectativas para L’uccello dalle Piume di Cristallo (que nunca tinha visto) eram enormes.

8e281dddf03772c98515988dae7ca918

Infelizmente ficaram aquém, nota-se que é o primeiro filme de Argento, na medida em que muita coisa que damos por garantida depois de ver Profondo Rosso, Suspiria, Inferno e companhia, aqui ainda estavam numa forma embrionária. As mortes e todo o build up que associamos aos seus filmes estão surpreendentemente capadas aqui, falta-lhes toda a insuportável tensão e o grafismo das mortes. Também o próprio mistério deixa um pouco a desejar, o twist da revelação está porreiro (se bem que a primeira parte foi fácil de descobrir) mas toda a investigação parecia andar às voltas sem nenhuma linha guia. O protagonista investigava pistas tremendamente insípidas e só descobriu (nem foi ele, mas o amigo) o assassino através da mais pura sorte e coincidência.

De qualquer das formas está lá quase tudo o que ligamos a um giallo do Dario Argento e acaba por ser uma boa porta de entrada para outros dos seus filmes que são dos melhores thrillers alguma vez feitos. Amanhã abandonaremos finalmente a Europa e viajaremos até ao Canada para ver The Brood do Cronenberg.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: