Dracula has Risen From the Grave – O Sinal de Drácula [1968]

Continuamos com a Hammer e com Dracula, com o a terceira parte da série, este lançado apenas 2 anos após Prince of DarknessDracula has Risen From the Grave (fantástico titulo lol) é uma sequela directa da segunda parte, ou seja temos Dracula morto, congelado debaixo de água, no entanto, ao contrário dos dois primeiros filmes este não é realizado por Terence Fisher. Felizmente a mudança de realizador não se nota, porque Dracula has Risen From the Grave é um bom filme e continua a boa tradição da série.

Embora seja um bom filme, é importante referir que os primeiros 20 minutos são terríveis, sem grande sentido, forçados e que culminam na mais ridícula cena de ressurreição possível, só visto mesmo. Felizmente a partir dai é sempre a crescer e acaba em alta. O grupo de heróis são genuinamente cativantes, especialmente o casal principal, mas também o padre badass que mesmo sendo já para o velhote e com uma barriga não tem problemas em por as mãos na massa.

O rapaz protagonista é bastante interessante por ser Ateu e não faz qualquer ideia de quem é o Dracula ou o que é um vampiro e é curioso como a sua ausência de fé colide com elementos sobrenaturais, no final ele “encontra” a sua fé, o que é pena, mas num mundo com monstros mortos-vivos é um pouquinho paradoxal ser-se Ateu. Este é também, e de longe, o filme mais sexual dos 3 que vi, aqui temos decotes bem mais descobertos e uma cena de violação bem perturbadora.

Christopher Lee tem aqui bastante mais tempo de antena e até tem linhas de dialogo e funciona bem melhor assim. O seu “at last I’ll have my revenge” ou algo assim é clássico Lee.

O Melhor: Os protagonistas são bastante cativantes e fáceis de se gostar, torci genuinamente por eles. O Dracula tem aqui mais tempo de antena e linhas de dialogo. O ritmo do filme após os horríveis 20 minutos introdutórios é perfeito, não mexe mais.

O Pior: O inicio e a ressurreição do Dracula que é feita às sete pancada e muito forçada. Horrível.

A melhor cena: A primeira “visita” do Dracula ao quarto da Mary, bem creepy e perturbadora e a cena da morte do Dracula empalado numa cruz enquanto chora sangue!

Veredicto: Aquele inicio quase deita tudo a perder, mas depois da meia hora inicial, arranca de tal forma, que acho que é mesmo o melhor dos Draculas da Hammer que vi até agora! Recomendo!

Este não é fácil de encontrar pela net, terão mesmo de saca… de arranjar, de preferência com boa qualidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: