The Neon Demon – O Demónio de Néon [2016]

The Neon Demon era porventura o filme que depositava maiores expectativas nesta maratona, gostei dos filmes que vi do Nicolas Winding Refn e todo o look pareceu-me muito apelativo. E de facto em termos visuais não me desiludiu, é, tal como esperava, uma lição de boa cinematografia, ajudada ainda mais pela temática do filme, que se centra na artificialidade do mundo da moda.

Mas, e conhecendo Nicolas Winding Refn, também estava à espera duma certa ambiguidade narrativa e um ritmo pausado e cuidado, contudo, nesse aspecto o que vi foi uma das maiores desilusões dos últimos tempos. O tempo que foi desperdiçado em duas horas para contar… nada, é uma coisa que me ultrapassa. The Neon Demon não tem qualquer conteúdo narrativo relevante e é difícil passar a ideia que estive a ver 2 horas do Refn a masturbar-se. E isso, pelo menos para mim, não é muito apelativo.

Ah… pois… mas tu é que não entendes a visão dele! Essa ausência de conteúdo e artificialidade é uma metáfora do mundo plástico da moda, é um comentário! É demasiado complexo para ti!” dizem vocês. Pois, eu gosto de Lynch e Tarkovski portanto sou a ultima pessoa que podem apontar o dedo a uma permeabilidade a “cenas artsy”, The Neon Demon é… nada, desculpem lá, mas o filme só começa depois do brilhante twist a 20 minutos do fim, e quando começa a querer contar uma história… entram os créditos.

Não é normal em mim, mas fiquei genuinamente zangado e frustrado quando o filme acabou porque sinto que fui enganado. 2 horas para contar 20 minutos de história é um desperdício de tempo, imaginem o filme que seria se pudéssemos ver o que acontece a seguir aos créditos, sim porque havia ali muito potencial para uma boa história.

Desculpem lá, estou mesmo zangado com isto. E triste também, porque como disse há aqui tanto, mas tanto potencial.

O melhor: Os extraordinários visuais e a maravilhosa fotografia que, aliás são sempre esperados nos filmes do Nicolas Winding Refn.

O Pior: Um filme despido de qualquer conteúdo relevante. The Neon Demon é uma ideia vaga que funcionaria numa curta e que foi estendida durante 2 horas com imagens bonitas. Termina quando começa a querer contar uma história interessante.

Melhor cena: De uma forma geral, o twist e os últimos 20 minutos, em especial a ultima cena. Depois acaba.

Veredicto: Um belíssimo álbum de fotografias em movimento, mas como filme é uma tremenda, enorme desilusão. Fiquei literalmente chateado e zangado quando acabou porque, finalmente estava a querer ser… algo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: