Thronebreaker: The Witcher Tales [2018]

Quem jogou The Witcher 3: Wild Hunt sabe que Gwent é vida, portanto um jogo que mistura o lore do mundo de Sapkowski, a escrita da CD Projekt Red e Gwent? Count me in!

Há um jogo stand alone de Gwent, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de o experimentar, até porque um jogo de cartas sem mais nada a acompanhar vejo sempre como uma perda de tempo. No entanto, se com as cartas vier uma campanha com narrativa e portanto, um incentivo para jogar, então o caso muda de figura e foi basicamente isso que me fez comprar este Thronebreaker: The Witcher Tales.

Como esperado, adorei a história, a escrita e todo o lore de The Witcher, aqui centrado na rainha Meeve e na 2ª invasão de Nilfgaard que, quem leu os livros, certamente se lembrará, especialmente do encontro entre Meeve e Geralt na ponte sobre o Yaruga. Todo o resto centrado no Gewnt foi… ok, mais ou menos o esperado, no entanto, alguns elementos que adicionaram para dar maior variedade, como os puzzles, ou alterações à jogabilidade como a redução de filas de combate foram, honestamente, um tiro ao lado e más decisões.

De qualquer das formas, acabou por ser uma boa experiência, se bem que um pouco longa demais com bastante palha pelo meio.

O melhor: A excelente história que em nada fica atrás dos jogos da série The Witcher, o que por si só já é de se lhe tirar o chapéu. As personagens, especialmente a rainha Meeve são extremamente cativantes e muito bem escritas.

O Pior: É longo demais e chega a um ponto que, por mais que gostemos de gwent, começa a fartar e tornam-se um empecilho na experiência.

Melhor momento: Quando o Geralt e o Dandelion aparecem para defender a ponte sobre o Yaruga que é um episódio tão marcante no lore e nos romances do Sapkowski. É certo que o Geralt mal aparece no jogo, mas foi uma bonita surpresa vê-lo por aqui.

Veredicto: Como já disse, é longo e repetitivo demais, mas para quem gosta deste mundo e de Gwent então é mesmo um no brainer. E como não há jogos The Witcher no horizonte, é uma boa forma para passar o tempo até a chegada da série do Netflix que até tem muito bom aspecto.

 

Tempo de Jogo: 43 horas.

Sai do templ… do PixelHunt com:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: