Maratona Terror 2019

Pensavam que a maratona terror já não voltava? É verdade que a maratona irmã dedicada à ficção cientifica bateu as botas e já não voltou em 2019 (como aliás já tinha avisado na ultima edição) mas a de terror é especial e ainda aqui está.

Pois bem, como tradição, Outubro é mês de Maratona Terror e esta é especial, porque é, nada mais nada menos, que a 10º edição! É verdade, isto já dura há uma década, quem diria.

Este ano não vamos ter a loucura dos 24 filmes como no ano passado, mas quase, num total de 22 filmes!

Como já é tradição, os escolhidos são um misto de filmes que tentem mostrar diversos sub géneros, idades e nacionalidades do terror, entre filmes que nunca vi e outros que quero recordar. A ideia, como habitual, é começar dia 1 e terminar dia 31 na noite do dia das bruxas.

Este ano começamos nos anos 30 com Drácula. Outra vez? Perguntam vocês. Calma, é a versão espanhola do clássico! A década de 40 trás-nos I Walked with a Zombie que na verdade não é realmente um filme de zombies. Os anos 50 terá também apenas um representante, The Revenge of Frankenstein, segunda parte da série da Hammer. Em contrapartida, a década de 60 terá nada mais nada menos que 6 filmes, os italianos Sei donne per l’assassino e Terrore nello spazio do Mario Bava, a terceira e quarta parte da já mencionada série Frankenstein, The Evil of Frankenstein e Frankenstein Created Woman, Vargtimmen que será, curiosamente, o meu primeiro filme do Bergman e finalmente Witchfinder General, com o meu mui estimado Vicent Price e o primeiro exemplo de folk horror aqui da lista.

Para os anos 70 teremos 4 representantes. Mario Bava está de volta com Il rosso segno della follia, seguiremos com o segundo exemplo do sub-genero do folk horror com The Blood On Satan’s Claw, Black Christmas que terá um remake ainda este ano e finalmente o muito estranho e… japonês Hausu.

Para os anos 80 escolhi dois filmes que sempre me despertaram muito o interesse, o remake de The Blob (o original já por aqui passou numa edição anterior) e o holandês Spoorloos, ambos curiosamente de 1988. Para fechar o milénio um filme fora do normal. Fora do normal porque é o infame Troll 2 que é unanimemente considerado como um dos melhores “maus filmes”.

E pronto, para terminar o resto são filmes deste século. Os britânicos Kill List e Ghost Stories fazem companhia ao Iraniano A Girl Walks Home Alone at Night, o Francês Revenge e os recentemente estreados Midsommar (está explicada presença dos vários filmes de folk horror) e It Chapter Two.

Portanto, serão 22 filmes! 7 britânicos 6 americanos, 3 italianos, 2 suecos, 2 Franceses, 1 canadiano, 1 holandês e finalmente 1 espanhol, japonês e outro iraniano. Se quiserem ir seguindo a maratona e dar as vossas opiniões sobre cada um deles, podem visitar o PixelHunt durante o mês de Outubro, visitar o meu FacebookTwitter ou então subscrever o feed aqui do meu estaminé. Até dia 1!

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: