In Fabric [2018]

O melhor: O look e atmosfera directamente influenciada pelos giallo, especialmente no jogo de cores berrantes dos filmes do Bava e do Argento. A Miss Luckmoore é uma das vilãs mais interessantes e bem construidas em termos puramente visuais e comportamentais. Os diálogos rebuscados e as situações ridículas ditas de forma 100% sérias emprestam ao filme todo um ambiente surrealista que me fez lembrar coisas como o The Lobster.

O Pior: Epa… a ideia do vestido assassino que persegue e recrutruta almas para o inferno é gira, e é verdade que esta é uma comédia de terror, mas quando o vestido se mexe sozinho não dá para levar a coisa a sério 😀 Dava para fazer as coisas com mais subtileza.

Melhor cena: Todas as cenas com a Miss Luckmoore, que é um misto de creepyness, hipnotismo e pura gargalhada. Mas a que me ficou mais na memória pelo ridículo da coisa é quando ela e as empregadas da loja estão lá de volta da… manequim e… pronto, quem viu sabe 😀

Veredicto: Uma estranha e peculiar experiência que usa e homenageia elementos do giallo para contar uma história que, para muitos pode ser quase indicifrável, mas que de forma geral resulta bastante bem como uma crítica ao consumismo capitalista e a superficialidade da imagem. E pronto tem um vestido assassino.

Originalmente de 2018, ainda não estreou em Portugal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: