Draugen [2019]

O melhor: Os lindíssimos visuais, o voice acting e a atmosfera nórdica carregada de isolamento, misticismo e um desconfortável terror ausente e escondido.

O Pior: A história em si, embora não seja desinteressante, é extremamente subdesenvolvida. Dá a entender que o Ragnar Tornquist e companhia tentaram abordar demasiada coisa num curto espaço de tempo e consequentemente nenhum dos temas é desenvolvido a fundo.

Melhor momento: Não é fácil escolher um porque na verdade não houve nada que se tenha destacado, mas talvez os minutos iniciais quando somos brindados por um mundo tão belo e com tanta promessa.

Veredicto: Sou um enorme fã dos chamados “Walking Simulators” e igualmente fã das histórias do Ragnar (The Longest Journey é um dos meus jogos favoritos de todos os tempos), portanto foi com bastante surpresa que Draugen me tenha deixado um trago de desapontamento tão grande. Quer dizer, há muita coisa boa por onde pegar, mas no final das contas o jogo deixou-me pouco impressionado. Tenho a certeza que o pessoal da Red Thread Games entregou-se de coração, mas, pessoalmente foi uma experiência bastante fria e distante.

 

Tempo de Jogo: 4 horas.

 

Sai do templ… do PixelHunt com:

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: