Bande à Part – Bando à Parte [1964]

O melhor: Os três protagonistas são demais! Adorei a dinâmica entre eles e a forma como a sua imaturidade e infantilidade rompe tão facilmente por entre a falsa fachada de seriedade que eles tentam construir, como se fossem crianças a brincar aos adultos. A realização do Godard é extremamente fresca, cool e criativa, e oferece … Continuar a ler

Le Mepris – O Desprezo [1963]

O melhor: Gosto muito do visual a preto e branco, mas mentiria se não dissesse que o salto para cor (o primeiro filme desta maratona, se excluirmos a cena inicial de Cleo de 5 a 7) é impressionante e uma mais valia, especialmente com as paisagens de cortar a respiração em Capri e os jogos … Continuar a ler

Alphaville [1965]

Depois duma pequena pausa estou de regresso à maratona Sci-fi 2012. Entramos na década de 60 com um filme que tinha algum receio de ver, sei bem ao que vou quando vejo um filme do Godard, os seus filmes não são propriamente os mais fáceis de digerir. Pois bem Alphaville não é um filme fácil, … Continuar a ler