The Age of Decadence [2015]

Um dos jogos mais prometedores da ultima década para qualquer fã de RPG hardcore, The Age of Decadence pareceu preso num limbo durante o seu longo, longo processo de desenvolvimento, mas finalmente viu a luz do dia. Pensado por parte de aficionados de RPGs da Black Isle como uma resposta à crescente simplificação e perda … Continuar a ler

Fallout: New Vegas [2010]

21 de Agosto de 2014, foi há precisamente 32 meses que decidi instalar e jogar Fallout: New Vegas. Durante 26 meses deambulei pelo deserto do Mojave, deixei que tudo o que faz deste um dos melhores RPG de sempre se entranhasse em mim. Quando decidi por um ponto final na minha aventura, foi um adeus agridoce … Continuar a ler

The Witcher 3: Wild Hunt [2015]

Para ler sobre as expansões “scrollem” até ao final da pagina. Escrevo-vos meras horas depois de terminar um jogo que me ocupou 150 horas durante um período de dois meses e meio. São muitas horas… muito tempo. Muito tempo focado num mundo ao qual sempre imaginei, nos meus sonhos, poder vir a pisar. Vocês conhecem o … Continuar a ler

Bloodborne [2015]

É bom regressar ao activo. E nada melhor que regressar para escrever sobre um jogo de uma produtora que aprendi a apreciar pela qualidade do seu trabalho. E ainda melhor que isto tudo, é saber que o jogo está a ser um sucesso de vendas, o que prova que a maneira como os jogadores olham para … Continuar a ler

Fallout [1997]

Estamos naquela altura do ano em que costumo jogar cenas mais antigas que estão pendentes no meu backlog… vendo bem sou assim quase todo o ano, mas adiante. Tenho estado a jogar Fallout: New Vegas nos últimos largos meses, estou a gostar e quando eventualmente o terminar podem esperar uma boa critica, no entanto, ao … Continuar a ler

Dark Souls: Prepare to Die Edition [2011]

    Expectativas, preconceitos e ideias pré-concebidas podem ser os maiores inimigos quando estamos a escolher algo para jogar. Há certos jogos que em nada parecem ser a nossa cara, mas depois revelam-se como autenticas surpresas. Isso já me aconteceu diversas vezes, mas nenhuma com a magnitude de Dark Souls. Deixem-me explicar de onde vinha … Continuar a ler

The Elder Scrolls V: Skyrim [2011]

Este foi provavelmente um dos jogos que mais tempo demorei a acabar. Não em termos de horas de jogo, mas no tempo que passou desde que o comecei (em Janeiro) até o colocar de lado (portanto na semana passada). Normalmente estes casos acontecem por duas razões, ou o jogo tem tanto conteúdo que simplesmente demoro … Continuar a ler

Dark Souls [2011]

    “Preparem-se para morrer”… Mas preparem-se mesmo muito para morrer, pois estais perante um jogo que apesar de usar esta expressão como meio publicitário, é incrivelmente competente quando tenta fazer a vida negra aos jogadores. Dark Souls, é um rpg desenvolvido pela From Software, cuja premissa é o de colocar o jogador perante situações de vida … Continuar a ler

Fallout 3 [2008]

Eu gosto de dar segundas oportunidades a alguns jogos, jogos que inicialmente não gostei mas que pela forma como os abordei posso não ter dado a oportunidade que merecia. Recentemente fiz isso com o Assassin’s Creed e (em menor escala) Bioshock. Em 2008 foi lançado Fallout 3, na altura decidi ver o porquê de tanto … Continuar a ler

Deus Ex: Human Revolution [2011]

E não é que Deus Ex: Human Revolution é mesmo bom! Quem diria…

Retrospectiva: Deus Ex [2000]

O nome Deus Ex já andava desaparecido há um bom tempo, a sequela falhada de 2003 parece que tinha destruído qualquer esperança dum eventual regresso. Mas este ano tivemos Deus Ex: Human Revolution que desencadeou um reacender pelo interesse na série. Atenção que esta retrospectiva está carregada de spoilers, mas também só vai ler isto … Continuar a ler

The Witcher 2: Assassins of Kings [2011]

Terminei o The Witcher 2, foi uma longa espera mas valeu a pena. A análise foi inicialmente publicada na ZWAME, podem-na ler lá também.

Retrospectiva: The Witcher [2007]

Com a sequela já aí a “bombar” e sabendo que ela importa os saves do jogo original, passei os últimos meses a “re-jogar” o maravilhoso jogo original, um dos meus favoritos dos últimos tempos. Há umas semanas fui convidado para escrever para o portal da Zwame, esta retrospectiva é a minha primeira contribuição e também … Continuar a ler

Dragon Age 2 [2011]

Finalmente terminei o Dragon Age 2, sequela dum dos meus RPG favoritos e que foi inclusive o meu GOTY 2009, Dragon Age: Origins.

Alpha Protocol [2010]

Mais uma promoção do Steam levou-me a experimentar um jogo que esteve durante bastante tempo debaixo do meu radar, mas que acabei por perder o interesse depois da terrível recepção crítica que teve. Falo do RPG de espionagem, Alpha Protocol.

Final Fantasy VII [1997]

Uma troca cultural com um amigo levou-me a entrar num mundo que desconhecia por completo. Nunca joguei um Final Fantasy. Nunca joguei um JRPG. Raramente jogo jogos japoneses. Entrar no aclamado Final Fantasy VII foi portanto uma experiência completamente nova para mim.

Dragon Age Origins: Awakening [2010]

Dragon Age: Origins (a minha crítica, aqui) saiu no final do ano passado, e na altura a Bioware disse que o iria suportar activamente durante dois anos. “Aí vem uma carrada de DLC” pensei eu. e de facto estava certo, em menos de meio ano já choveu muito DLC, quase todo bastante pobre. Mas admito … Continuar a ler

Dragon Age: Origins [2009]

Com a saída da 1ª expansão para o Dragon Age: Origins, o Awakening, decidi voltar a Ferelden e derrotar mais uma vez o Archdemon e terminar a Blight. Desta vez experimentei uma nova personagem com uma nova origem, para descobrir novas ramificações na história. Recordo que o Dragon Age: Origins foi o meu GOTY de … Continuar a ler