• Maratona Terror 2018

  • Maratona Sci-Fi 2018

Thronebreaker: The Witcher Tales [2018]

Quem jogou The Witcher 3: Wild Hunt sabe que Gwent é vida, portanto um jogo que mistura o lore do mundo de Sapkowski, a escrita da CD Projekt Red e Gwent? Count me in! Há um jogo stand alone de Gwent, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de o experimentar, até porque um jogo … Continuar a ler

Shadow of the Tomb Raider [2018]

Como já sabem sou um enorme apreciador de Tomb Raider, mas um crítico dos recentes reboots que, infelizmente, têm demasiados problemas fundamentais para poderem ser considerados como bons Tomb Raider. O reboot de 2013 mostrou bastante potencial, mesmo com muitos problemas na sua estrutura, que davam a entender um futuro centrado precisamente neles. Rise of … Continuar a ler

Everybody’s Gone to the Rapture [2015]

Como sabem sou um grande, grande fã de Dear Esther. É uma das minhas experiências interactivas favoritas e marcou uma mudança nos meus gostos “videojogáveis”. Everybody’s Gone to the Rapture é o seu sucessor espiritual e em quase todos os aspectos é como um Dear Esther 2.0, portanto, mesmo não tendo tido em mim o … Continuar a ler

Assassin’s Creed Unity [2014]

Mais um capitulo na minha odisseia pelos jogos da série Assassin’s Creed, que gosto muito de visitar, mas pouco de os jogar 😀 Digo desde logo que esta Paris é uma das melhores cidade que alguma vez vi num jogo. Uma absoluta obra-prima e uma tremenda façanha, é portanto uma pena e desilusão ver como … Continuar a ler

Acabei de jogar… num parágrafo

Olá amiguinhos! Como já repararam tenho andado afastado aqui do PixelHunt, não tenho tido muito tempo nem grande paciência para escrever. Se ainda vou falando de filmes, em termos de jogos a coisa está ainda mais complicada 😀 Decidi ir ao meu backlog de cenas pendentes a ver se coloco a coisa em dia. Isto … Continuar a ler

Avengers: Endgame – Vingadores: Endgame [2019]

O melhor: Termina de forma muito competente e satisfatória uma década de dezenas filmes, na sua maioria medíocres, o que por si só é digno de nota. A versão intelectual do Hulk e a obesa do Thor que são bons twists do que se espera deles. O Pior: A batalha final não consegue ser mais … Continuar a ler

Godzilla: King of the Monsters – Rei dos Monstros [2019]

O melhor: O design dos novos monstros, Mothra, King Ghidorah e Rodan. À semelhança do que tinham feito com o Godzilla em 2014, acertaram na mouche, estão perfeitos. O Pior: Ausência duma narrativa coerente e com sentido, personagens unidimensionais, dialogos atrozes quase exclusivamente compostos por exposição directa. Ao contrário do filme de 2014 e Kong: … Continuar a ler

The Wind [2018]

Tropecei nisto há uns dias aí nos sites de torrents e a premissa até me pareceu interessante. Não estreou por cá (aliás, não estreou em quase lado nenhum no mundo) nem parece estar planeado passar nos nossos cinemas (proximo MotelX, talvez?). Bom, The Wind vem na onda do terror moderno minimalista onde a qualidade tem … Continuar a ler

Pet Sematary – Samitério de Animais [2019]

Ontem falei-vos da versão original de 1989 e hoje está aqui a nova. Era um filme que tinha algumas expectativas porque a história do Stephen King é bastante boa, mas mais uma vez sinto que o potencial foi desperdiçado num filme sem grande ambição, o que é pena. O melhor: Mais uma vez a excelente … Continuar a ler

Pet Sematary – Cemitério Vivo [1989]

O remake, ou se preferirem a nova versão, de Pet Sematary estreou aí há uns dias portanto fui ver… o original que nunca tinha tido a oportunidade de conhecer. Não me vou alongar muito para além dos tradicionais bullet points da praxe. Digo que até gostei, especialmente da história, o resto nem sempre acerta no … Continuar a ler

Us – Nós [2019]

Como é amiguinhos? Já andava desaparecido hein? A realidade é que ando com pouco tempo e o PixelHunt vai ficando para ultimas das prioridades, aliás até me esqueci de fazer um posto sobre o 9º aniversário. E o que me trouxe de volta por uns instantes? O mais recente filme do Jordan Peele que me … Continuar a ler

Roma [2018]

Os Oscares são hoje, honestamente já não ligo à cerimónio porque é tudo uma valente trapalhada, mas de qualquer das formas não deixa de ser uma montra de possiveis bons filmes, o dificil é acertar. Roma tem muito bom aspecto e desde logo me puxou o interesse, para além disso parece ser o favorito a … Continuar a ler

The Favourite – A Favorita [2018]

Yorgos Lanthimos têm-se vindo a afirmar como um dos meus novos realizadores favoritos e também um dos mais únicos, porque, verdade seja dita, mais ninguém faz filmes como ele. Os seus filmes figuram sempre mundos extremamente bizarros onde os comportamentos humanos caem dentro do chamado “uncanny valley” dramático, ou seja as pessoas comportam-se como pessoas, … Continuar a ler

Zimna wojna – Cold War – Guerra Fria [2018]

Nomeado para 3 categorias nos Oscars que estão aí a chegar, Cold War é o mais recente filme de Pawel Pawlikowski cujo anterior filme, Ida já tinha vencido o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014, portanto Pawel vem-se afirmando como um dos melhores realizadores actualmente no activo. E é facil de entender porquê, mesmo para … Continuar a ler

Top 5 filmes 2018

Mais um ano, mais um balanço e mais um top. Este ano, ao contrário de 2017, foi bem mais prolífico em cinema de qualidade, pelo menos que tenha visto. Este ano foi bastante fácil escolher 5 filmes fora de série, até havia mais e ouve outros filmes que muito gostei e ficaram de fora como … Continuar a ler

First Reformed – No Coração da Escuridão [2017]

Vou ser sincero, não conheço muito trabalho do Paul Schrader para além das colaborações com o Martin Scorsese como argumentista, o único trabalho como realizador que vi foi o remake do Cat People que, embora até tenha gostado, não é nada de especial. No entanto, este First Reformed foi tão bem recebido que foi dos primeiros … Continuar a ler

You Were Never Really Here – Nunca Estiveste Aqui [2017]

Ah… final de ano, altura de fazer tops e consequentemente passar o tempo a ver tudo o que foi lançado nos últimos 12 meses. Obviamente que não tenho tempo para ver tudo o que gostaria, portanto terei que me focar naqueles filmes que parecem mesmo a minha cara e e este You Were Never Really Here … Continuar a ler

Lake Mungo – O Segredo do Lago Mungo [2008]

Há dias tropecei num video do Ryan Hollinger a falar sobre este Lake Mungo, como os nossos gostos são semelhantes parei a meio para não me spoilar e fui ver o filme. Boa decisão porque Lake Mungo foi uma excelente surpresa e experiência. Vou ser muito breve e vago porque quanto menos souberem mais gozo vão … Continuar a ler

Suspiria [2018]

Mesmo não sendo o meu filme favorito do Argento (esse titulo vai para Profondo Rosso) sou fã de Suspiria, embora tende a sair do saco dos giallo clássicos para algo um pouquinho diferente, acaba por ser, goste-se ou não, a cabeça de cartaz do terror italiano. As noticias que circulavam dum remake, já há uns anos, … Continuar a ler

The Walking Dead: A New Frontier [2016]

Há uns tempos dei a conhecer os jogos do The Walking Dead à minha namorada que gostou bastante da primeira temporada (que, se bem se recordam, saiu como GOTY 2012 aqui no PixelHunt) passámos o jogo numa noite e, claro, quis descobrir as temporadas seguintes. A 2ª temporada já não lhe causou o mesmo impacto, … Continuar a ler

Halloween [2018]

Só um sucinto background na minha relação com o Halloween. Só vi o original e nenhuma das sequelas, embora conheça as histórias e algumas cenas. Nunca gostei assim muito de slashers e, mesmo sendo um dos melhores desse sub-género, Halloween nunca foi um filme que despertasse grandes paixões em mim, portanto fui para esta nova … Continuar a ler

Mandy [2018]

Há uns meses falei aqui sobre Beyond the Black Rainbow, o filme de estreia de Panos Cosmatos. Achei-o demasiado centrado em aspectos artísticos, de tal forma que até o chamei de videoclip glorificado ou algo do género, basicamente era uma compilação de excelente música e visuais mas sem grande conteúdo a dar consistência a toda … Continuar a ler

The Nun – A Freira Maldita [2018]

O The Conjuring to James Wan rejuvenesceu o cinema comercial de terror da pipoca com altos valores de produção e uma realização cuidada, e com o seu sucesso germinaram uma série de imitadores que se destacam, claro, os seus spinoffs que formam agora um universo cinemático (vá lá, ao menos contenham o riso).  São filmes … Continuar a ler

Verónica [2017]

O sub-género das possessões demoníacas deve ser, possivelmente, a que tem um pior rácio entre qualidade e quantidade. É muito popular e há uma série de filmes que tentam a sua sorte, mas a verdade é que não há grandes exemplos de filmes realmente bens para lá do The Exorcist. Verónica vinha bem recebido e … Continuar a ler

The Ritual [2017]

Não confundir com o terrível The Rite – O Ritual com o Anthony Hopkins. O Netflix é engraçadito e tal, experimentei durante um mês e tem algumas vantagens, mas o fenómeno mais interessante do seu sucesso passa mais pelos filmes que têm vindo a fazer que, embora muitos sejam fraquitos, há alguns que são bastante interessantes. Este … Continuar a ler